01/09/2017 14h00

Áudio-descrição: como o telespectador com deficiência visual pode ver pelas palavras - Bloco 1

Audiência pública nesta semana discutiu os recursos de tecnologia assistiva para beneficiar pessoas com deficiência visual nos meios de comunicação eletrônica

A Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência realizou audiência pública nesta semana para debater sobre os recursos de tecnologia assistiva para beneficiar pessoas com deficiência visual nos meios de comunicação eletrônica. Atualmente, uma portaria da Anatel determina um período mínimo por semana em que as emissoras de televisão são obrigadas a fornecer a programação com áudio-descrição, recurso que traduz em palavras as imagens mostradas na tela, para que a pessoa cega ou com baixa visão possa compreender o conteúdo visual do programa. A maior parte das emissoras, no entanto, ainda não cumpre a determinação.

Para entender melhor o assunto, o programa Feijoada Completa desta semana recebe a deputada Rosinha da Adefal (PTdoB/AL), integrante da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência; e Soraya Ferreira Alves, professora do Instituto de Letras da UnB, áudio-descritora e formadora de áudio-descritores.

Outro assunto em pauta no programa desta semana é a Reforma do Ensino Médio e os impactos sobre a Educação Profissional de Nível Técnico.

E, como sempre, a feijoada tem o tempero especial dos colunistas, com comentários sobre finanças pessoais e viagens.

No destaque musical, o violão, a guitarra, os arranjos e composições de Roberto Menescal. Um dos fundadores do movimento que ficou conhecido como Bossa Nova, ele completa 80 anos em outubro.

Participe, envie críticas, sugestões, perguntas para os convidados, enfim, dê a sua opinião pelo e-mail feijoadacompleta@camara.leg.br ou pelo Whatsapp da Rádio Câmara (61) 99978-9080.

Apresentação - Edson Júnior e Carol Linden