18/07/2019 - 13h04

Motocicletas poderão ficar isentas do pagamento de pedágios em rodovias federais

Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Audiência pública sobre a gestão da mobilidade nas regiões metropolitanas brasileiras - desafios e soluções possíveis. Dep. Gutemberg Reis (MDB-RJ)
Gutemberg Reis: "motocicletas consomem menos combustível, reduzem congestionamentos e não danificam pavimentação"

O Projeto de Lei 2844/19 isenta motocicletas e similares de pagamento de pedágios em rodovias federais.

Na avaliação do autor do texto, deputado Gutemberg Reis (MDB-RJ), a proposta contempla uma parcela de veículos que, pelas suas características, não causam danos as estradas e rodovias e ao meio ambiente. Ele destaca que a motocicleta é notoriamente um veículo de baixo consumo de combustível e não causa, em razão do seu peso, danos à pavimentação das vias públicas.

“É o tipo de veículo que menos congestiona o trânsito, e parece justo que mereçam uma atenção especial pelo que representam: diminuição do volume de tráfego, diminuição dos elevados índices de poluição e até mesmo diminuição do estresse ocasionado pelos engarrafamentos”, diz Reis.

Tramitação
O projeto, que tramita de forma conclusiva, será analisado pelas comissões de Viação e Transportes; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta:

Reportagem – Luiz Gustavo Xavier
Edição - Alexandre Pôrto

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

Maico | 14/08/2019 - 22h46
Parabéns pelo belo projeto, esse sim me Representa tinha que ganhar uma medalha por ter feito a melhor proposta de todos os anos, obrigado por está olhando a classe que mais contribui para o país, moto leva tudo, comidas, remédio, documentos, ferramentas, peças, órgãos para transplante , etc.... Obrigado ??
Fabricio | 14/08/2019 - 13h48
Parabens pela iniciativa deputado, cobrança mais que indevida,e injusta do contribuinte conforme exposto e o unico meio de transporte a motor que nao prejuda o transito nas rodovias bem como nao danifica em nada as vias; Outro ponto importante sao varios acidentes que vem acontecendo com frequencia nas cabines dos pedagios com motociclistas, caminhoes nao conseguem enxergar o motociclista na cabine de pedagio e vem atropelando motociclistas parados; Outro ponto e o excesso de oleo na pista nas cabines de pedagio que causam quedas com ferimentos graves aos motociclistas, interrompendotransito
Cícero V A | 14/08/2019 - 10h18
Justo! Uma forma de compensação pelo alto valor de impostos, como o IPVA, pago pelos motociclistas.