20/03/2018 - 18h12

Grupo de trabalho sobre segurança pública define relator e pauta de projetos

O deputado Cabo Sabino (PR-CE) foi escolhido como relator do grupo de trabalho destinado a receber propostas de parlamentares sobre segurança pública.

Michel Jesus/Câmara dos Deputados
Reunião Ordinária. Dep. Cabo Sabino (PR - CE)
Cabo Sabino, relator do grupo de trabalho sobre segurança pública

Na última semana, o coordenador do grupo de trabalho, deputado Alberto Fraga (DEM-DF), recolheu sugestões de projetos que os deputados membros do grupo consideraram prioritários para a questão da segurança. “A ideia do presidente da Casa é a gente construir uma pauta positiva. Nós sabemos que existem vários projetos nesta Casa que podem realmente beneficiar a segurança pública”, disse Fraga.

O relator irá ordenar essas propostas, selecionando as dez principais, em acordo com os deputados, agrupando-as de acordo com os temas. Cabo Sabino citou algumas áreas tais como sistema prisional, tráfico de drogas, tráfico de armas e facções criminosas.

“São temas distintos que nós temos que olhar e ver o que está inserido dentro desses projetos apresentados. Nosso sentimento é aproveitar o maior número de proposições possíveis”, disse Cabo Sabino.

O deputado Subtenente Gonzaga (PDT-MG) apoia a proposta de que sejam apresentados substitutivos agregando os projetos apresentados. Segundo ele, separar por temas pode dar agilidade à pauta e evitar a repetição de assuntos.

Cabo Sabino informou que, na próxima terça-feira (27), deverá apresentar um relatório com as propostas principais, para ser discutido pelo grupo de trabalho.

Reportagem - Mônica Thaty
Edição - Roberto Seabra

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

Erasmo Neto | 26/03/2018 - 11h19
Segurança publica é tema hipercomplexo.Temos canais para denuncias e se criarem canais para desabafar?Onde indivíduos poderiam desabafar ao serem atingidos por leis que protegem poucos e oneram muitos?Regime democrático exige co-responsabilidade individual e coletiva.Ex: registro de marcas,patentes e de propriedade intelectual,não podem servir de instrumentos para impedir e promover a escravidão moderna.Todos os efeitos possuem causas precedentes.Existe segredo ou anonimato nas nossas atitudes?"Pai,perdoa-lhes,eles não sabem o que fazem";não estudam os desdobramentos futuros das atitudes?