02/12/2010 - 10h53

Projeto prevê vigilante armado em caixa eletrônico

Arquivo - Bernardo Hélio
Cirilo: caixas deixam usuário vulnerável.

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 6728/10, que torna obrigatória a presença de vigilante armado em locais que possuam caixa eletrônico ou terminal bancário, em casas lotéricas e agências dos Correios. A proposta, do deputado José Airton Cirilo (PT-CE), também determina a instalação de câmeras de vídeo e alarmes conectados a órgãos de segurança pública ou a empresas de segurança privada.

Pelo projeto, os serviços de segurança serão obrigatórios no horário de atendimento ao público. Os estabelecimentos terão prazo de 180 dias após a publicação da lei para cumprir as normas. Caso não cumpram, poderão receber multa de R$ 500 a R$ 5 mil, ter o funcionamento suspenso e, em caso de reincidência, ter a licença cassada.

Segundo Cirilo, os caixas eletrônicos localizados fora das agências bancárias, geralmente em locais sem segurança, deixam o usuário vulnerável à ação de criminosos. "Essas instalações têm se revelado forte chamariz para todo tipo de delinquente", argumenta o deputado.

Tramitação
O projeto foi apensado ao PL 4436/08, do Senado, que concede adicional de periculosidade a segurança particular. O texto aguarda análise de comissão especialComissão temporária criada para examinar e dar parecer sobre projetos que envolvam matéria de competência de mais de três comissões de mérito. Em vez de tramitar pelas comissões temáticas, o projeto é analisado apenas pela comissão especial. Se aprovado nessa comissão, segue para o Senado, para o Plenário ou para sanção presidencial, dependendo da tramitação do projeto. antes de ser votado pelo Plenário.

Íntegra da proposta:

Reportagem - Luiz Claudio Pinheiro
Edição - Daniella Cronemberger

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

Audir | 05/12/2010 - 20h11
srs deputados, sou vigilante noturno, tenho um salario digno mas não o suficiente para que eu possa realizar meus estudos. Tenho 22 anos, por favor, pensem bem , não quero ser mais um vigilante de 20 anos de carrera, sem futuro. Este emprego e digno, mas tambem tenho meus objetivos . Grato
Zaqueu | 04/12/2010 - 14h49
Temos que garantir a nossa própria segurança e com este projeto estaremos nos garantindo cada vez mais.
eduardo | 04/12/2010 - 12h19
nada vai adianta se nao mudar a lei 7.102/83, dano pote de arma dentro e fora de serviço, o vigilante nao vai fazer, nada no ato do crime que exeder o intra-muros