30/05/2019 - 13h40 Atualizado em 30/05/2019 - 17h27

Enfraquecer partidos é enfraquecer democracia, afirma Rodrigo Maia

Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Convenção Nacional do Democratas. Presidente da Câmara, dep. Rodrigo Maia (DEM-RJ)
Maia discursa na convenção nacional do Democratas

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, defendeu o fortalecimento das instituições e disse que ninguém investe em um país que não tenha uma democracia forte. Segundo ele, os partidos políticos são fundamentais para a democracia. Maia destacou a legitimidade e representatividade do poder Legislativo.

“Foram 97 milhões de votos dados a deputados e deputadas em 2018, a representação é tão forte quanto do poder Executivo. A política se faz a partir de partidos. Quando se trata de forma pejorativa os partidos, não está se enfraquecendo apenas um partido político, está se enfraquecendo a democracia brasileira, porque o Congresso Nacional tem como base a agenda dos partidos”, defendeu.

Agenda pós-reforma
Maia reafirmou que apenas a aprovação da reforma da Previdência não resolve a crise econômica no Brasil. Ele defendeu uma agenda de votações que tenha como prioridades a educação e a saúde, mas também a alteração de marcos regulatórios que viabilizem a retomada dos investimentos privados no País. Maia participou da Convenção Nacional do Democratas e afirmou que, mais importante do que o partido estar alinhado ao governo, é apoiar as reformas econômicas.

“Estar ou não no governo é uma questão secundária em relação às reformas. Independentemente disso, a agenda econômica do governo tem apoio do Democratas, e a gente tem demostrado”, afirmou.
Maia disse que a Câmara tem seguido o calendário da reforma proposto e que os prazos estão sendo respeitados.

“A reforma sozinha não vai resolver o problema do desemprego, das desigualdades no Brasil, da falta de saneamento, para isso vamos precisar de uma agenda que passa pelo poder Executivo e passa pelo Legislativo”, defendeu.

Ouça esta reportagem na Rádio Câmara
Reportagem – Luiz Gustavo Xavier
Edição – Wilson Silveira

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

daniEL | 31/05/2019 - 18h48
(cont) Mas, a piada maior vem agora: temos q fortalecer os partidos (todos as dezenas existentes na Câmara e q só dificultam td em nosso País!). É, Maia, vc tem razão, sim: sem fortalecer tantos partidos não há democracia, né? Vide o caso dos EUA, por ex: basicamente APENAS 2 partidos: Democratas e Republicanos. E olha a enorme tirania e total absurda falta d democracia naquele país, né? Faça-me o favor!!! Essa situação no Br só serve pra facilitar a corrupção. Ou temos mesmo + d 30 tipos diferentes d ideologia q justiquem tal número e fundo partidário MILIONÁRIO??? Reforma política JÁ!!!
Agenda pós-reforma | 31/05/2019 - 11h14
Para que o Brasil volta a crescer novamente é preciso que tenha como prioridades a educação e a saúde, mas só isto não basta. É preciso também criar uma CRIPTOMOEDA para os pequenos comércios, assim esta criptomoeda vai circular entre a população mais pobre gerando emprego. A elite brasileira não trabalha fisicamente, e fica o dia inteiro estudando um jeito de tirar legalmente tudo que o trabalhador recebeu de pagamento. Com a criptomoeda dificilmente isto vai acontecer.
Soraya Alberto Eiras | 30/05/2019 - 14h44
Gostaria de saber se o deputado Rodrigo Maia abriu mão de sua aposentadoria especial e suas regalias? Pois fica fácil fazer cortesia com o chapéu alheio.