14/05/2019 - 16h12

Oposição anuncia obstrução a MPs e quer convocar ministro da Educação

Intenção é fazer com que Abraham Weintraub venha ao Plenário para explicar cortes nas universidades federais

A líder da Minoria, deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), disse que a oposição, com apoio de partidos do chamado “centrão”, vai impedir a votação no Plenário da Câmara dos Deputados de qualquer medida provisória nesta semana. Isso contraria a agenda do governo, que tem interesse em ver aprovada o quanto antes a MP que reestrutura os ministérios (MP 870/19) e perde validade em 3 de junho.

Feghali afirmou ainda a intenção de aprovar hoje um requerimento do deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) para que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, seja convocado a dar explicações ao Plenário da Câmara sobre os cortes orçamentários nas universidades federais. Weintraub já é esperado na Comissão de Educação.

“Nesta semana teremos obstrução total de MPs e a convocação do ministro da Educação para vir já amanhã”, declarou a deputada.

Os líderes, segundo ela, discutem ainda a urgência a um dos mais de dez projetos de decreto legislativo que pretendem sustar a norma do governo Bolsonaro sobre o porte de armas. “Esse ponto é mais polêmico”, reconheceu.

O deputado Newton Cardoso Jr (MDB-MG) confirmou a votação nesta terça-feira (14) da convocação do ministro de Educação e da urgência a um dos projetos contrários ao decreto de armas do governo Bolsonaro. Ele representou o partido na reunião de líderes e disse ainda que não deverão ser votadas MPs hoje.