04/02/2019 - 16h09 Atualizado em 04/02/2019 - 16h46

Presidente do Senado destaca renovação no Legislativo e defende reforma da Previdência

Will Shutter/Câmara dos Deputados
O Congresso Nacional inicia hoje os trabalhos legislativos de 2019, em sessão solene conjunta da Câmara e do Senado. Presidente do senado, sen. Davi Alcolumbre (DEM-AP)
Davi Alcolumbre: o cidadão brasileiro quer honestidade, comprometimento e transparência dos políticos

Na sessão que abriu os trabalhos legislativos de 2019, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, disse que a reforma da Previdência tem “importância vital para o equilíbrio e a sustentabilidade das finanças públicas”. Ele destacou ainda as reformas administrativa e tributária.

Segundo ele, será necessário muito diálogo para aproximar as convergências, diminuir as diferenças e produzir uma pauta que atenda às demandas da população.

“Deverá ser promovida uma ampla discussão, integrando e ouvindo os representantes dos municípios, dos estados, dos partidos políticos, com efetiva participação popular que leve ao esclarecimento das matérias que serão apreciadas e deliberadas por nossas casas [legislativas]”, disse.

Renovação
Alcolumbre ressaltou que é preciso superar a diferença entre “alto clero e baixo clero” e tratar com igualdade todos os parlamentares. Também ressaltou a renovação recorde nas composições das duas casas legislativas, interpretada como um sinal de que a população quer mudanças no cenário político.

“Devemos ressaltar que pertencemos a uma legislatura que representa o novo, a esperança. É uma sinalização dos eleitores para a urgente necessidade de uma nova postura de seus representantes”, disse.

Ele destacou ainda que as urnas exigem honestidade de todos os políticos. “Não importa se pertence ao primeiro escalão da República ou à repartição pública do município mais distante desse país, o cidadão brasileiro quer honestidade, comprometimento e transparência dos políticos”, afirmou.

Harmonia entre poderes
O presidente do Senado também cobrou o trabalho harmônico entre os poderes. “É preciso que os presidentes dos poderes estejam sintonizados. Não há mais espaço para pautas sem sintonia com as ruas ou disputas entre os poderes”, declarou.

Davi Alcolumbre encerrou a sessão com tom otimista: “Temos a oportunidade de construir o Brasil que o povo espera de nós”.

Reportagem – Carol Siqueira
Edição – Pierre Triboli

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'