15/08/2017 - 17h55

Após reunião de líderes, deputado diz que reforma política pode ir a Plenário nesta quarta

O deputado Alessandro Molon (Rede-RJ), um dos integrantes da comissão especial que aprovou mudanças constitucionais no sistema eleitoral, disse nesta terça-feira (15) que a proposta pode ser levada ao Plenário amanhã. Segundo Molon, a decisão foi tomada nesta tarde pelos líderes partidários na Câmara.

Para que o substitutivo da reforma política (PEC 77/03) comece a ser discutido, é necessário que os deputados aprovem requerimento que quebre o prazo regimental exigido entre a conclusão da votação na comissão especial, ocorrida nesta tarde, e a votação em Plenário. Esse interstício é de duas sessões do Plenário.

Molon disse que a Rede não concorda com nenhuma das propostas. “O 'distritão' dificulta a renovação do Congresso. E só vai eleger os nomes conhecidos. Também não concordamos que serviços públicos sejam cortados para colocar R$ 3,6 bilhões para financiar campanhas”, afirmou.

Já o líder do DEM na Câmara, deputado Efraim Filho (PB), defendeu o “distritão”, sistema majoritário em que os mais votados são eleitos. “O eleitor vai escolher sem que o voto seja aproveitado em negociatas de partidos, que é o que se vê hoje nas coligações”, disse.

Íntegra da proposta:

Reportagem - Carol Siqueira
Edição - Ralph Machado

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'