18/05/2017 - 11h29

CCJ pode votar PEC das eleições diretas na próxima terça-feira

Um acordo na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) transferiu para a próxima terça-feira (23), a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 227/16, que permite eleições diretas para a Presidência da República em caso de vacância do titular.

A oposição pretendia colocar a proposta em votação nesta manhã. “Não seria possível porque não haveria quórum, mas também porque por acordo a CCJ não tem votado PECs e projetos polêmicos às quintas-feiras, quando nem todos os deputados estão presentes”, explicou o presidente da comissão, deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG).

O relator da PEC, deputado Esperidião Amin (PP-SC), destacou que apenas a admissibilidade da PEC deve ser analisada, e por isso não espera manobras contra sua votação. “Não é uma proposta que gera crise, pelo contrário, ela previne crises ao colocar a escolha nas mãos do eleitor”, disse.

Saiba mais sobre a tramitação de PECs



Comentários

Paulo Igor Britto | 23/05/2017 - 16h20
Eleições diretas como essas urnas eletrônicas, não confio de maneira alguma. Isso é só o que os esquerdistas querem, caso os mesmos assumam o poder novamente estaremos lascados, aí sim isso aqui vira uma Venezuela. Lula está torcendo para isso acontecer.
Ana Paula | 23/05/2017 - 12h28
O voto direto é afirmação da democracia, eleições diretas já!!! Quero meu Brasil de volta!!!!
Sandra | 22/05/2017 - 22h25
Votar em urna eletrônica? Brincadeira hein! Urna manipulável, ganha quem eles querem.