24/06/2015 - 20h53

Rejeitada emenda que previa reajuste de pelo menos 2% no salário mínimo

Assista ao vivo à sessão do Plenário

O Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou, por 228 votos a 156, emenda do deputado João Fernando Coutinho (PSB-PE) à Medida Provisória 672/15, que previa, no reajuste do salário mínimo, um reajuste real mínimo de 2% se a variação do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes for menor.

Os deputados já aprovaram o texto-base da MP, que mantém as atuais regras de reajuste do salário mínimo para o período de 2016 a 2019. O reajuste é calculado pela soma da variação da inflação (INPC) do ano anterior e do PIB de dois anos anteriores.

Está em debate, no momento, emenda do deputado Pauderney Avelino (DEM-AM) que tem conteúdo semelhante à emenda votada há pouco, estipulando um aumento real básico de 1%.

Mais informações a seguir