30/09/2013 - 11h42

Ministro do Trabalho é convidado para explicar denúncias de irregularidades

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle convidou o ministro do Trabalho, Manoel Dias, para falar sobre o suposto desvio de verbas públicas em contratos do ministério celebrados com organizações não governamentais. (ONGs). A audiência será realizada nesta terça-feira (1º), às 14h30, em Plenário a definir.

“São irregularidades nos repasses de recursos e nos diversos procedimentos exigidos por lei que, em tese, caracterizam o crime de corrupção e improbidade administrativa”, explica o deputado Fernando Francischini (PEN-PR), que propôs o debate.

No último dia 3, a Polícia Federal prendeu oito pessoas durante uma operação que apura irregularidades no repasse de até R$ 47,5 milhões do Ministério do Trabalho para a ONG Centro de Atendimento ao Trabalhador (Ceat).

Francischini ressalta que a audiência permite à comissão acompanhar e fiscalizar as ações do Poder Executivo, “além de dar a oportunidade do chefe daquela pasta explicar o que houve de fato naquele ministério e apontar os possíveis culpados”.

Da Redação/ND

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'