19/02/2019 - 22h57

Frente parlamentar defenderá criação de lei de incentivo à reciclagem

Michel Jesus/Câmara dos Deputados
Reunião de Instalação da Frente
Frente Parlamentar em Defesa da Cadeia Produtiva da Reciclagem foi relançada nesta terça-feira

Foi relançada na Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (19), a Frente Parlamentar em Defesa da Cadeia Produtiva da Reciclagem. Como primeira ação nesta legislatura, a frente pretende aprovar uma proposta de incentivo ao setor (Projeto de Lei 7535/17).

"Esta lei será o primeiro instrumento para que as cooperativas e pequenas indústrias possam ter onde buscar recursos e investir em mão de obra, construção de galpão e aquisição de tecnologias. Ou seja, será o primeiro instrumento para que possamos incentivar a cadeia produtiva da reciclagem", disse o presidente da frente parlamentar, deputado Carlos Gomes (PRB-RS).

Nesta terça-feira, a frente oficializou os deputados que vão coordenar o órgão em cada região brasileira e elegeu o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, como presidente de honra.

“Na condição de ministro do Meio Ambiente, tendo a compreensão e sensibilidade sobre o tema, ele poderá nos auxiliar defendendo temas e ações junto ao governo Bolsonaro. E que possa colocar essa pauta na agenda do governo federal, porque se estiver em nível federal, isso desce para os estados e também para os municípios", disse Carlos Gomes.

O presidente oficializou os deputados Márcio Marinho (PRB-BA) como coordenador da frente para a região Nordeste; Vavá Martins (PRB-PA) para a região Norte; Vinicius Carvalho (PRB-SP) para a região Sudeste; e Geovania de Sá (PSDB-SC) para a região Sul. O Centro-Oeste ainda não tem coordenador.

Gestão de resíduos
No evento, o representante do Movimento Nacional dos Catadores, Ronei Alves, ressaltou a importância da frente parlamentar. "Tem um estudo do Ipea que diz que o Brasil perde R$ 8 bilhões por não fazer a gestão adequada dos resíduos, sendo que todo esse material reciclável acaba sendo aterrado nos lixões e no aterro sanitário. A frente tem o papel de trazer essa discussão da reciclagem para as cooperativas, associações, catadores de materiais recicláveis e empresas de reciclagem", afirmou.

A frente parlamentar também pretende fazer uma parceria com o Ministério da Educação para incluir a responsabilidade ambiental entre os temas da grade curricular.

A frente trabalha, desde abril de 2015, pela valorização da atividade de reciclagem, e debate ações de fomento para o setor.

Íntegra da proposta:

Reportagem – Nicole Mattiello
Edição – Pierre Triboli

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'