26/06/2015 - 08h51

Proposta proíbe adição de açúcar e adoçantes na erva-mate

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 55/15, do deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS), que proíbe a adição de açúcar e adoçantes artificiais na industrialização da erva-mate, usada no preparo do chimarrão.

“A medida atende à demanda dos consumidores da erva-mate contrários adição de substâncias que alterem o sabor da bebida e previne riscos à saúde dos diabéticos”, argumenta o autor.

Segundo o texto, a lei deverá ser regulamentada, para que seja definida as sanções no caso de descumprimento. A reincidência fará com que as penas sejam dobradas.

Mattos ressalta que a proposta tem o mesmo conteúdo do PL 447/99, do ex-deputado Enio Bacci, que foi arquivada no fim da legislatura passada.

Tramitação
O projeto será analisado de forma conclusiva pelas comissões de Defesa do Consumidor; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta:

Reportagem - Emanuelle Brasil
Edição – Daniella Cronemberger

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

Aldo Borges Proença | 27/06/2015 - 09h36
100% a favor, nada de adicionar alguma coisa na erva, tem que ser natural.
Ronaldo Franco | 26/06/2015 - 21h17
Parabéns, mas demorou... fazem uns 10 anos que eu denunciei ao Ministério da Saúde essa prática criminosa contra os diabéticos que tomam chimarrão, pois, segundo sua cultura, eles acreditam que o hábito de tomar chimarrão é saudável para os diabéticos.