29/03/2012 - 16h24

Comissão aprova interruptor em eletrônicos para desativar modo de espera

Saulo Cruz
Antonio Balhmann
Balhmann: equipamentos com este interruptor geram economia de energia.

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio aprovou, nesta quarta-feira (28), a obrigatoriedade de que aparelhos que operem em modo de espera tenham interruptor que cesse completamente o consumo de energia.

A aprovação do projeto de lei (PL 1902/11), do deputado Leonardo Quintão (PMDB-MG), foi recomendada pelo relator da proposta, deputado Antonio Balhmann (PSB-CE).

Para o relator, “um conjunto maior de eletroeletrônicos que contenham este tipo de interruptor pode implicar maior economia de energia”. Balhmann argumenta que a medida traz como vantagem adicional a menor demanda dos sistemas de geração de energia.

“A geração por hidroelétricas, majoritária no país, implica sempre algum efeito disruptivo no ecossistema das localidades afetadas. Vide a intensa discussão na hidroelétrica de Belo Monte”, avalia o parlamentar.

Tramitação
A proposta, que tramita em caráter conclusivo, ainda será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta:

Reportagem – Rachel Librelon
Edição – Marcelo Westphalem

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

Eduardo Gon | 30/03/2012 - 20h02
Senhores Parlamentares, os senhores estão pensando apenas na questão da economia de energia, porém, esquecem que boa parte dos produtos eletrônicos são importados. Não podemos obrigar empresas internacionais a adaptar um botão para desligar, sendo que muitos aparelhos são lançados em massa em muitos países ao mesmo tempo. Tal procedimento só gerará mais custo ao produto final oferecido ao brasileiro, que, falando abertamente, é o que paga mais caro por seus bens duráveis.
Ademir | 30/03/2012 - 19h51
Eu quero aplaudir e condecorar a todos que participaram na elaboração deste projeto. A eficiência energética deve ser sempre evidenciada, assim como a troca ou sucateamento de aparelhos velhos e gastadores por novos mais econômicos. Parabéns!!!