26/02/2019 - 10h18

Proposta reserva vagas em cursos de medicina aos beneficiários do Fies

Gilmar Felix / Câmara dos Deputados
Homenagem aos cinquenta anos da Superintendência da Zona Franca de Manaus – Suframa. Dep. Átila Lins (PSD-AM)
Átila Lira:  ideia é acentuar o caráter social do Fies para a formação de médicos

O Projeto de Lei 373/19 pretende determinar que instituições de ensino superior que aderirem ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) deverão destinar pelo menos 20% das novas vagas anuais em cursos de medicina a estudantes contemplados com recursos desse programa.

A proposta em análise na Câmara dos Deputados insere dispositivo na Lei do Financiamento Estudantil (Lei 10.260/01). O autor, deputado Átila Lira (PSB-PI), disse que a ideia é acentuar o caráter social do Fies para a formação de médicos.

“É importante que as instituições de ensino sejam chamadas a participar desse esforço de promover o acesso dos estudantes mais carentes, porém academicamente bem preparados, a essa carreira”, afirmou o parlamentar.

Tramitação
A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Educação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta:

Reportagem – Ralph Machado
Edição – Rachel Librelon

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

Geysla | 21/03/2019 - 09h23
Ué, se os estudabtea são academicamente bem preparados, deveriam passar na prova de residência sem precisar de ser enfiados por cotas... Tenho uma solução melhor: que se sentem em uma cadeira 4-6h/dia para estudar e passar dignamente em uma especialização ou residência, como eu e os demais colegas fizeram...