19/03/2015 - 13h58

Parlamentares apoiam aperfeiçoamento do Supersimples

Deputados da base do governo e da oposição elogiaram o ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa da Presidência da República, Guilherme Afif Domingos, e a gestão dele para aperfeiçoar o Supersimples. “Estamos há 20 anos perseguindo o aperfeiçoamento das micro e pequenas empresas. Ninguém tem mais credibilidade pela sua competência e dedicação à causa que Afif”, disse o deputado Carlos Melles (DEM-MG).

O líder do PSD, deputado Rogério Rosso (DF), afirmou que Afif trabalha de forma harmônica e altiva, “que mostra paixão” pelo que faz. Já o deputado Ságuas Moraes (PT-MT) defendeu a importância de o governo da presidente Dilma Rousseff ter criado a secretaria da microempresa.

O deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR) exaltou a presença do ministro na Câmara, apontando o contraponto com a presença no Plenário, na terça-feira, do ex-ministro da Educação Cid Gomes. “Os parlamentos se valorizam na medida em que os ministros e o governo também o valorizam”, afirmou.

O deputado Alfredo Kaefer (PSDB-PR) pediu mais incentivos para as médias empresas e simplificação da estrutura administrativa do governo. Já o deputado Joaquim Passarinho (PSD-PA) defendeu o fim dos sublimites do Supersimples.

O deputado Herculano Passos (PSD-SP) cobrou mais iniciativas específicas no segmento do turismo, e o deputado Pedro Uczai (PT-SC) criticou o alarmismo com a situação econômica do País, ao lembrar o desempenho positivo das micro e pequenas empresas apresentado por Afif.

Por sua vez, a deputada Carmen Zanotto (PPS-SC) manifestou sua preocupação com os efeitos da Medida Provisória 664/14, que estabelece novas regras para concessão de auxílio-doença e pensão por morte, sobre as micro e pequenas empresas.

Na opinião da deputada, se for mantida como está, a MP vai onerar ainda mais o segmento. Em resposta à parlamentar, Afif ressaltou a necessidade de manter os incentivos às micro e pequenas empresas.