22/06/2016 - 12h38

Deputado diz que combate à corrupção deve ser pautado pelo fortalecimento da democracia e das instituições

Assista ao vivo

O deputado Henrique Fontana (PT-RS) pediu cuidado na discussão do combate à corrupção, para que o tema não se converta em bandeira contra a política, o Estado ou um partido político específico. Fontana avalia que o combate à corrupção atualmente serve como arma para “seletivamente combater um partido político”, quando essa luta deveria ser pautada pelo fortalecimento da democracia e das instituições.

“Esse discurso fascista e unilateral que alguns setores da sociedade têm adotado de combater um partido político atrapalha enormemente o combate à corrupção. A corrupção está no meio empresarial, dentro da política, no serviço público. A corrupção existe em quase todos os partidos políticos”, afirmou Fontana na comissão geral que discute medidas de combate ao problema. “Quero que todos sejam julgados dentro da lei, dentro do devido processo legal, que ninguém seja condenado a partir de vazamentos ilegais e de manchetes de jornais.”

Henrique Fontana disse apoiar as dez medidas contra a corrupção previstas no Projeto de Lei 4850/16, em análise na Câmara dos Deputados. O parlamentar defendeu ainda uma profunda reforma política e eleitoral como forma de combater a corrupção. “Mas este parlamento não fará a reforma política. Ele é eleito por estas regras e demonstrou o seu conservadorismo ao não fazer a reforma política. O povo brasileiro precisa lutar por uma constituinte exclusiva para realizar a reforma política e eleitoral que o nosso país precisa”, disse o deputado.

A comissão geral segue no Plenário Ulysses Guimarães.

Mais informações a seguir

Acompanhe também pela página da Câmara dos Deputados no YouTube