11/04/2012 - 15h31

Google: compromissos de privacidade não mudaram com nova política

O diretor de Políticas Públicas e Relações Governamentais do Google do Brasil, Marcel Leonardi, disse que os compromissos de privacidade da empresa não mudaram com a nova política de privacidade, em vigor desde 1º de março. A declaração foi dada em audiência pública da Comissão de Defesa do Consumidor, iniciada há pouco.

“Não vendemos dados pessoais”, afirmou. “Não compartilhamos dados sem autorização do usuário, exceto para cumprimento de ordens judiciais”, complementou. Ele destacou que ferramentas nos produtos do Google, chamadas "gerenciadores de preferências", permitem que o usuário controle sua privacidade. “O usuário continua a ter a escolha e o controle”, ressaltou.

Leonardi esclareceu que a nova política unificou os termos de serviço de todos os produtos do Google, como YouTube, Gmail, Blogger e Google+. Na prática, mais de 60 políticas de privacidade de diferentes serviços foram unificadas em um só conjunto de regras. “A ideia de unificar as regras é tornar a coleta de informações pessoais mais transparente”, completou.

Pela política de privacidade do Google, as informações coletadas em um dos sites da empresa podem ser compartilhadas pelos demais serviços. Os contatos que o usuário tem no Gmail, por exemplo, aparecem quando ele acessa o YouTube, e vice-versa.

Segundo o representante da empresa, o compartilhamento de dados entre os serviços do Google já era permitido antes da nova política, com exceção dos serviços do YouTube e do serviço de busca. Agora o site de buscas poderá relacionar todas as informações que os usuários fornecem a diferentes serviços da empresa. "Isso permitirá melhores resultados de busca", afirmou.

Continue acompanhando esta cobertura.