12/07/2017 - 08h11

Impactos do Plano Agrícola 2017/18 para o cooperativismo será tema de audiência hoje

vschlichting/Fotolia
Agropecuária - plantações - máquinas agrícolas colheitas lavouras fazendas agricultores
No 1º trimestre do ano, o setor agrícola registrou um crescimento de 13,4%.

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural discute nesta quarta-feira (12) os impactos do Plano Agrícola e Pecuário 2017/2018 para o cooperativismo.

O deputado Valdir Colatto (PMDB-SC), que pediu a realização da audiência, afirma que as cooperativas representam um modelo societário que amplia o número de produtores, reduzindo os fortes impactos da concentração dos mercados.

“Além de distribuir os resultados aos milhares de cooperados, as cooperativas agregam valor por meio da prestação de vários serviços assistenciais, como assistência técnica aos produtores e assistência educacional e social aos cooperados, empregados e seus familiares”, acrescenta Colatto.

Na sexta-feira passada, o governo federal anunciou a destinação de R$190,25 bilhões para o Plano Agrícola e Pecuário 2017/2018. De acordo com o ministério, o volume de crédito para custeio e comercialização ficará em R$ 150,25 bilhões.

Colatto, no entanto, reclama de resoluções do Banco Central publicadas em junho que fazem ajustes em normas do Plano Agrícola de 2017/18 que “fragilizam e desestruturam toda a arquitetura histórica de décadas de política agrícola orientadas em prol dos produtores agropecuários e suas cooperativas”.

Debatedores
Foram convidados para discutir o assunto:
- o presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Márcio Freitas;
- o secretário-adjunto de Política Agrícola e Meio Ambiente, Ivandré Montiel da Silva;
- o secretário de Agricultura do Paraná, Norberto Ortigara;
- o chefe do Departamento de Regulação, Supervisão e Controle das Operações de Crédito Rural e do Proagro, do Banco Central, Cláudio Filgueiras;
- o diretor do Departamento de Crédito e Estudos Econômicos da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Wilson Vaz de Araújo; e
- o secretário-adjunto de Política Agrícola e Meio Ambiente, Ivandré Montiel da Silva.

A audiência, que tem o apoio do deputado Sérgio Souza (PMDB-PR), será realizada a partir das 11 horas, no plenário 6.

O debate poderá ser acompanhado pelo WebCâmara.

Da Redação - ND

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'