26/05/2017 - 11h49

Comissão inclui pescadores artesanais entre fornecedores prioritários de merenda

Proposta aprovada também estabelece que o FNDE poderá suspender os repasses quando 30% dos recursos repassados na compra alimentos não forem usados diretamente da agricultura familiar

HEITOR SCHUCH
Schunch: texto cria normas complementares importantes para a aquisição de produtos para a alimentação escolar

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural aprovou proposta (PL 5352/16) que inclui os pescadores artesanais entre os fornecedores prioritários de alimentos para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

O texto aprovado também estabelece que o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) poderá suspender os repasses dos recursos destinados ao PNAE, quando Estados, o Distrito Federal ou os Municípios não empregarem 30% dos recursos repassados na compra de gêneros alimentícios diretamente da agricultura familiar, conforme já previsto em Lei, e não apresentarem justificativa.

O projeto aprovado, do deputado Helder Salomão (PT-ES), altera a Lei da Alimentação Escolar (Lei 11.947/09) e a Lei 10.696/03, que institui o PAA e trata da compra de produtos da agricultura familiar.

Pela proposta, caso não seja possível cumprir o percentual de aquisição de gêneros alimentícios (por inexistência da agricultura familiar em um município, por exemplo), os órgãos locais executores do Pnae comunicarão a decisão às entidades de representação dos trabalhadores rurais, que poderão contestá-la.

Relator no colegiado, o deputado Heitor Schuch (PSB-RS) disse que o teto de 30% previsto na lei não é uma meta impossível de ser alcançada. “O texto aprovado cria normas complementares importantes para a aquisição de produtos para a alimentação escolar, contribuindo significativamente para o fortalecimento da agricultura familiar”, observou.

Segundo Schuch, não faz nenhum sentido alguns municípios alegarem que não existe agricultura familiar em seu perímetro rural.

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será ainda analisado pelas comissões de Educação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta:

Reportagem – Murilo Souza
Edição – Rachel Librelon

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'