11/06/2019 - 15h23

Relator de projeto que libera R$ 248,9 bi comemora acordo

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Reunião ordinária. Dep. Hildo Rocha (MDB - MA)
Rocha: "Nem tudo é possível, mas muito foi possível”

O deputado Hildo Rocha (MDB-MA) comemorou acordo fechado hoje para aprovar o projeto de crédito suplementar em que o Executivo pede autorização do Congresso Nacional para quitar, por meio de operações de crédito, despesas correntes de R$ 248,9 bilhões (PLN 4/19).

Ele é relator da proposta e disse que os parlamentares negociaram com o governo a liberação de mais recursos para o programa de habitação Minha Casa, Minha Vida e para a transposição do Rio São Francisco. Além disso, o projeto foi alterado para destinar verbas para a agricultura familiar (Pronaf). “Nem tudo é possível, mas muito foi possível”, disse.

Rocha destacou que a aprovação do projeto vai garantir o pagamento do Benefício de Prestação Continuada (BPC) de um salário mínimo para pessoas com deficiência e idosos já na semana que vem. “Com esse acordo, vamos ter os recursos necessário para pagar o BPC na próxima semana, única fonte de renda de idosos e pessoas com deficiência”, destacou.

A proposta precisa ser votada até 25 de junho ou o calendário de pagamento do BPC e do Pronaf será comprometido.

O texto, aprovado hoje na Comissão de Orçamento, ainda precisa ser analisado pelo Congresso o que pode ocorrer ainda nesta tarde.

Reportagem - Carol Siqueira
Edição - Natalia Doederlein

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



Comentários

daniEL | 18/06/2019 - 13h01
Relator comemora??? O q? Olha o toma-lá-dá-cá, d novo! Pra aprovar algo do interesse do Exec, fazem acordo d bastidores pra liberar verbas em parte desviáveis e derrubar vetos presidenciais... E depois o Rodrigo Maia diz q quer blindar a Casa! Cadê o sem noção na hora d evitar tais chantagens??? E já notaram q a Câmara nunca indica d onde sairão os recursos? Depois, qdo precisa d contigenciamentos, vão jogar a culpa toda no Exec e a ESQ usa a massa d manobra sob seu comando pra tirar a liberdade d ir e vir do povo q não a apóia! Q VERGONHAAA dessa Casa!!!