07/05/2009 - 18h43

Deputado aponta negligência na guarda de corpos de guerrilheiros

O deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS) cobra, do governo federal, uma justificativa para que a Comissão de Mortos e Desaparecidos mantenha ossadas de guerrilheiros guardadas num armário do Ministério da Justiça. Ele quer a imediata transferência para um ambiente adequado dos restos mortais recolhidos na região do Araguaia, onde aconteceu na década de 70 um movimento de resistência à ditadura militar.

O parlamentar criticou o que considera negligência da Comissão de Mortos e Desaparecidos com os corpos do guerrilheiros. Ele vai pedir uma investigação do Ministério Público sobre o caso.

Pompeo de Mattos divulgou um parecer, do perito criminalista Domingos Toccheto, que aponta elementos capazes de identificar o corpo do guerrilheiro Bérgson Farias, que estaria no ministério.

Notícias relacionadas:
Comissão da Anistia encaminha representação contra torturador
Tenente confirma na Câmara ter participado de torturas

Reportagem - Paulo Roberto Miranda/Rádio Câmara
Edição – João Pitella Junior


(Reprodução autorizada desde que contenha a assinatura `Agência Câmara`)

Agência Câmara
Tel. (61) 3216.1851/3216.1852
Fax. (61) 3216.1856
E-mail:agencia@camara.gov.br







A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'