Projeto regulamenta profissão de designer

31/08/2017 17h55
Maria | 26/11/2018 09h18
Desde quando trabalho artístico se prova com diploma? Aliás, diploma qualquer um pode ter. E talento? Design é portfólio.Empreendedorismo é portfólio. Programação é portfólio. Etc. Como seria o mundo sem Apple, Lâmpada, Microsoft, etc. Grandes gênios da humanidade que fizeram história mundial: Adivinha? Não tinham diploma. Eram autodidatas. Abraham Lincoln (Provou conhecimento e pegou licença pra advogar) Bill Gates,Steve Jobs, Da Vinci, Thomas Edson, até mesmo Einstein que só pegou diplomas por testes de proficiência. Portfólio. Talento. Isso sim tem valor! Seja estudo formal ou informal.
ARIANE LOSADA PRATTI | 04/12/2017 06h40
8 ou 80. Agora que vai regulamentar, nem Pós em Design vai valer. Que sentido faz isso? Trabalho já com Publicidade, cursei Letras, fiz especializações em Reação Publicitária e Relações Públicas e pretendo fazer a pós. Esta ação FAVORÁVEL ÀS FACULDADES não deveria passar sem incluir Pós.
Danilo Barros | 23/09/2017 07h17
A regulamentação é mais do que necessária. Ela vai garantir sim uma segurança maior aos profissionais e a sociedade. São profissionais dedicados e preparados para oferecer o que há de melhor. Sou profissional desse setor a 10 anos e perdi a conta de quantos colegas (excelentes profissionais) foram perdidos para o mercado estrangeiro por falta de iniciativa pública sob o tema. Muitos deixaram o Brasil pela falta de reconhecimento e valorização.
Susy N. Silva Ribeiro Amantini | 17/09/2017 22h22
Após 4 ou 5 anos dedicados ao curso, numa formação especifica, adquirindo conhecimento e habilidades para fazer Design é perfeitamente compreensível, nos depararmos com pessoas que desconhecem profissão. Pois, a mesma está ligada a Inovação e novas tecnologias aplicadas ao processo produtivo, e que envolvem todas as áreas, do desenvolvimento de produtos, e sua interação com o Homem. Desde seu bem estar, segurança e saúde de forma geral. A regulamentação é necessária pois concretiza nossas ações em qualidade e eficiência nos produtos e ou serviços projetados.
Mario Figueiredo | 13/09/2017 21h59
Todas as propostas de regulamentação de profissões são analisadas pela comissão de Administração e Serviço Público? Se não, Porque esta comissão participa da análise desta proposta em especial?
Olá, Mario Figueiredo. A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados tem por temas, de modo bem abrangente, os referentes aos trabalhadores urbanos e rurais, aos servidores públicos federais e às matérias atinentes à Administração Pública. Tramitam na Casa alguns projetos referentes a regulamentação de profissões, por exemplo o PL 6847/2017, que dispõe sobre a regulamentação do exercício da profissão de Pedagogo e o PL 2245/2007, que regulamenta a profissão de Tecnólogo, ambos passando por esta comissão. Para mais informações utilize o fale conosco: https://goo.gl/wGShGc
Resposta enviada pela Câmara dos Deputados
Vitor Bruno | 13/09/2017 20h47
Se engana quem acha que isso vai proteger Designers qualificados de outros não qualificados... Existe péssimos Designers com graduação e empresa aberta e sempre existirão. Parem de pedir mais coleiras e impostos pra vida de vocês.
Anderson | 13/09/2017 11h34
Vocês que apoiam isso, saibam que o real motivo não é licitações públicas, na verdade é só mais uma forma de cobrança de taxa, como já há no tal core, coren, etc. O importante pra estes políticos de salários gigantes e comedores de caviar é que será mais uma das mil formas de arrecadar!
Eudes Jonathas | 13/09/2017 10h47
Pura ilusão de valorização. Se Regulamentação fechando o mercado trouxesse valorizaçãoa ao profissional corretor de imóveis que possuem uma das taxas mais altas de conselho estaria totalmente valorizado o que não ocorre.
Luís Felipe Otoni Soares | 13/09/2017 09h17
Concordo com a iniciativa! Precisamos diferenciar os designers qualificados dos que entraram na profissão sem especialização nenhuma. Bom para o cliente, que saberá que está contratando um designer qualificado na função, bom para o designer, que poderá provar suas competência profissional por meio da regulamentação.
André S. | 12/09/2017 18h15
A regulamentação é mais coerente em termos de mercado!!Bom para o profissional como também para o cliente. Não só direitos, mas também deveres!! Como também é de grande importância para o serviço público quanto necessário etc
<< < 1 2 > >>

Comentar

Ainda restam caracteres.

Declaro que estou ciente e aceito integralmente o termo de uso.

Para solicitações – correção, pedido de material ou esclarecimento de dúvidas – entre em contato pelo Fale Conosco.