Relator propõe 25 anos de idade para compra de arma de fogo e 30 para porte

02/12/2014 15h03
Glaucio | 12/12/2014 14h31
Sr. deputado, parabens pelo interesse na mudança do mal fadado "estatuto do desarmamento" ou melhor estatuto em prol da criminalidade. MAS NÃO DEVEMOS MEXER DO PROJETO ORIGINAL. Por favor, reveja sua posição e não vamos atrasar esta LEI VITAL PARA FEDESA DAS FAMÍLIA BRASILEIRA. Com 16 anos podemos votar, com 18 dirigir e com 21 não temos maturidade? O Proprio CC evoluiu e reduziu a maioridade! O QUE NÃO PODE É CONTINUAR COM O CRIVO DISCRICIONARIO PROIBITIVO DE POLICIA FEDERAL CERCEANDO O DIREITO SAGRADO DE LEGITIMA DEFESA!!!
João Victor Santos de Araujo | 09/12/2014 03h04
Engraçado, de menor rouba mata e não vai preso, agora eu cidadão de bem, trabalhador, pago meus impostos e tudo mais, tenho que esperar ter 25 ou 30 anos para comprar e ter um porte de armas, sendo que servi 3 anos o exército, aprendi a manusear e atirei com fuzil, pistola, espingarda 12 etc... ta de brincadeira né? se eu chegar vivo até lá quem sabe terei uma arma...
Walter Guimarães Junior | 05/12/2014 19h03
A idade mínima para entrar na Policia Federal é de 18 anos. Fiz os cursos da Rossi e da Taurus para empresários dentro de um quartel da PM. Isto deveria ser direito de todos sem custo.O exercito deveria abrir seus estandes de tiro para a população treinar com supervisão profissional. Muitos brasileiros são reservistas do Exercito, Marinha ou Aeronáutica, nada mais correto que promover uma interação periódica dos Militares com os cidadão de bem. Eu já tive uns 4 ou 5 portes de arma estaduais e nunca me envolvi em qualquer ocorrência. Escapei de dois assaltos sem dar um tiro. Saquei primeiro.
Rodrigo | 04/12/2014 09h45
Imagina um pai de família tendo que explicar à esposa e aos filho... olha ... o papai vai trabalhar... vocês ficam aqui com um graveto para cada um de vocês e que vocês vão usar para se defender de estupro e roubo até o papai poder completar 25 ou 30 anos e poder comprar uma arma para que a mamãe possa defender vocês quando eu estiver fora trabalhando ok... se a mamãe for morta ou estuprada, aí vocês culpam o Deputado Cajado e não o papai pela morte dela combinado?
Rodrigo | 04/12/2014 09h35
Acho que o redator não compreendeu a vontade popular. O povo quer ter direito ao porte e à posse de armas para legítima defesa. Com 18 anos se atinge a maioridade penal e muitos de nós servem às forças armadas onde se aprende a utilizar armamento de grosso calibre. Com 18 anos muitos são chefes de família e o deputado espera que esse pai de família fique à mercê de criminosos até os 25 ou 30 anos de idade? Então para que serve a maioridade? Para um menor de 18 ficar impune? No momento que a constituição garante o meu direito à maioridade ninguém pode revogar qualquer responsabilidade dela.
Claudio Paiva | 04/12/2014 04h33
Sou de Vila Velha E.S e aos 33 anos me decepciono cada vez mais com os nossos representantes. Em minha região bandido tem arma aos 16 anos e as pessos de bem que buscam os meios legais para garantir o seus direito tem que se submeter a estas regras sem logicas. Não consigo entender quais enteresses estão sendo representados, o da sociedade ou o da bandidagem. Arma todo Brasileiro vai ter, agora depende do governo decidir se estas armas vão ser devidamente registrada ou se vão ser armas ilegais. Lembre se que o Paraguai esta aqui ao lado e nossas fronteiras estão de portas abertas
Wesley Alves de Morais | 04/12/2014 02h56
Ridículo o relatório do Sr Cajado. Pegou um projeto pronto e andou para trás com ele. Com 18 anos a pessoa deve se alistar no serviço obrigatório onde manuseia fuzis de alto calibre, mas não pode comprar ou portar arma de calibre permitido. A renovação de registro nada mais é que mais um pedido de dinheiro por parte do governo, como se o povo já não fosse diuturnamente roubado com impostos astronômicos. Registrar armas de brinquedo? Impor limites de quantidade de brinquedos? Pare excelência! VSª está muito zoeiro hoje! Se for pra deturpar a 3722 desta forma, deixe como está, pois só piorou!
Wesley Alves de Morais | 04/12/2014 02h53
Ridículo o relatório do Sr Cajado. Pegou um projeto pronto e andou para trás com ele. Com 18 anos a pessoa deve se alistar no serviço obrigatório onde manuseia fuzis de alto calibre, mas não pode comprar ou portar arma de calibre permitido. A renovação de registro nada mais é que mais um pedido de dinheiro por parte do governo, como se o povo já não fosse diuturnamente roubado com impostos astronômicos. Registrar armas de brinquedo? Impor limites de quantidade de brinquedos? Pare excelência! VSª está muito zoeiro hoje! Se for pra deturpar a 3722 desta forma, deixe como está, pois só piorou!
Adelir | 03/12/2014 23h09
Concordo com essa modificações, e espero muito que seja aprovado pois o cidadão com apenas 21 anos de idade a pessoa não tem discernimento para portar uma arma, o projeto tem sim que ser aprovado mas um cara que saiu da adolescência a 3 anos na minha opinião não deve sair por ai com uma arma na cintura.
Gabriel Teixeira | 03/12/2014 21h40
Bom para matar alguem não tem idade. Agora para tirar um comprar uma arma e tirar um porte tem? Tenho 23 anos vou fazer 24 esse ano ainda, minha irma semana passada foi roubada por dois de menores, tiraram ela do carro a força, o filho dela no banco de trás, e ela pediu para que podesse pegar ele! Sabe o menor disse não da tempo, foi quando a minha tia sujeita a tomar um tiro pulou na frente do carro entrou no banco de trás, eles acelerou e foram embora com eles e mandaram eles pular do carro! Ela com 56 anos, meu sobrinho com 4, e minha irmã gravida conseguiu sair antes.
<< < 1 2 3 4 > >>

Comentar

Ainda restam caracteres.

Declaro que estou ciente e aceito integralmente o termo de uso.

Para solicitações – correção, pedido de material ou esclarecimento de dúvidas – entre em contato pelo Fale Conosco.