Comissão especial discutirá aumento de internação para adolescente infrator

28/05/2013 14h04
jader | 02/01/2015 15h01
Esse menores infratores não são crianças como vocês vem são individuos extremamente pervesos , acostumados a estuprar mulheres , acostumados a matar de forma fria, sabe por que vocês defendem eles ?? por que não foi sua mulher que foi estuprada por um animal desses ..
Daniele | 08/06/2013 10h49
Pessoal primeiramente devemos observar, analisar de onde esses jovens infratores estão vindo, qual o seu meio social, a sua educação... porque quem infringe a lei, não é apenas pobres, os garotos ricos, bem de vidas, também cometem crimes.. mais cadê que eles pagam por estes? a diferença social esta em todas as partes! um jovem que é detido de todos os seus direitos não tem mais nada a perder.. precisamos realmente é de um país que efetue politicas publicas de qualidade, mercado de trabalho digno para os nossos jovens e reconhecimento dos direitos de todos.
paula | 05/06/2013 10h47
È uma vergonha um homem com dezesseis anos ser considerado menorzinho de idade. Outrossim, o que se tem que fazer, com urgÇencia, é penalizar menorzinhos com a idade que tiver com verdadeiras penas, no mínimo com 10 anos de prisão- tenho certeza que os menorzinhos vão pensar muito antes de matar , roubar ou furtar. à fácil resolver, mas os políticos têrm medo de que se assim procederam o tiro sai pela culatra.
elisabete | 04/06/2013 19h01
Infelizmente nosso país está virando uma Sodoma e Gomorra. É tanto crime, tanta tristeza,estupros, pedofilia, erotização em todos os níveis, apelo sexual em todo lugar e principalmente nos programas de tv ,bailes e marchas pelas ruas de todo país. Cadê o respeito devido às famílias de bem ? Cadê nossos valores? Jazem no mar da corrupção, imoralidade, insensibilidade, omissão, ódio, e falta de Deus no coração. Deus tenha misericórdia e nos ajude !
LÚCIO RODRIGUES | 31/05/2013 15h02
Essa inversão de valores que vivenciamos no Brasil levará todos para o fundo do poço. Existe um projeto nesta casa chamado "lei da palmada". Concordo que castigos físicos assim como psicológicos são um absurdo. Mas que lei é essa que proíbe os pais de corrigir os filhos sequer com uma palmada. O Estado já demonstrou seu completo despreparo em ressocializar pessoas. Ou seja, os pais não podem sequer dar uma palmada. Mas os filhos podem assassinar os pais que a lei não os responsabilizam como deveria. "QUE PAÍS É ESSE".
José Henrique | 30/05/2013 22h38
Jeniffer, entendo sua posição. Sei dos erros da grande mídia e de muitos políticos. Mas, peço que se coloque na situação da vítima. Se os réus maiores ou menores são desprezados e esquecidos pelo Poder Público e pela maioria da sociedade, pense na situação das vítimas. Estas não recebem, em sua maioria, nem uma menção ou ajuda de organizações. Muitas vítimas vivem em celas e cadeias. Não falo físicas, mas, sim, de dor e sofrimento que duram décadas, não tem progressão de regime, nem saidão de sua tristeza e dor. Muitas vivem abatidas psicologica e moralmente, após o ataque de criminosos.
Roseilton Brandão | 30/05/2013 21h31
Elevação das penas, diminuição da maioridade penal, policia mais atuante são clamores e verdadeiros gritos de socorro de nossa sociedade!
LÚCIO RODRIGUES | 29/05/2013 21h39
Ao deputado Luiz Couto (PT-PB), saliento que todos os dias o "povão" sofre por não ter as chamadas "cláusulas pétreas" apicadas como haveria de ser. O Estado cobra do cidadão mas não cumpre seu papel constitucional como deveria. Tenho o direito pétreo de ir e vir com segurança, tenho o direito pétreo de ter saúde e educação de qualidade, tenho o direito pétreo de poder me defender, mas na verdade "todos" a maioria esmagadora dos cidadãos de bem têm esses direitos subtraídos todos os dias. Onde estão nossos representantes? "E VIVA ESTA DEMOCRACIA".
LÚCIO RODRIGUES | 29/05/2013 21h25
Eis ai uma ótima opção para selecionarmos nossos candidatos em 2014. Vamos passar a observar quem realmente busca representar os cidadãos eleitores. Elegeremos aqueles que buscam apresentar projetos sérios e que minimizem o sofrimento do povo. Chega de políticos que em vez de ouvir a voz do povo, dão ouvidos a "especialistas" em devaneios e teorias filosóficas que não acrescentam e nem mudam absolutamente nada a vida do povo. Chega de hipocrisias e utopias. Luta Povo!!!
LÚCIO RODRIGUES | 29/05/2013 21h18
Pensei que a hipocrisia se limitava apenas aos especialistas dessas comissões que defendem esses jovens assassinos. Pelo visto existe uma parcela da sociedade que ainda defendem essas criaturas. Não venham com falácias de que não tiveram oportunidades. Se pobreza fosse requisito para ser bandido esse país iria quebrar todos os recordes do mundo, pois a desigualdade social impera por aqui. Gostaria apenas de saber de quem é a favor dos jovens réus confessos, se teriam a mesma opinião hipócrita se tivessem perdido algum ente querido nas mãos desses marginais.
<< < 1 2 > >>

Comentar

Ainda restam caracteres.

Declaro que estou ciente e aceito integralmente o termo de uso.

Para solicitações – correção, pedido de material ou esclarecimento de dúvidas – entre em contato pelo Fale Conosco.