Biografia


JAMIL HADDAD - PSB
Jamil Haddad
Nascimento: 02/04/1926
Profissães: Médico
Filiação: Shicralla Haddad e Salma Haddad
Legislaturas: 1991-1995 e 1995-1999.
Mandatos Eletivos:
Deputado Estadual, 1963-1967, GB, PSB; Deputado Estadual, 1967-1969, GB, MDB; Prefeito, 1983-, Rio de Janeiro, RJ, PDT; Senador (Constituinte), 1986-1991, RJ, PSB; Deputado Federal, 1991-1995, RJ, PSB. Dt. Posse: 20/08/1993; Deputado Federal, 1999, RJ, PSB. Dt. Posse: 13/01/1999.
Suplências e Efetivações:
Eleito Suplente de Senador para a legislatura 1983-1991, assumiu como Titular, em 1986. Assumiu, como Suplente, o mandato de Deputado Federal para a legislatura 1995-1999, em 13 de janeiro de 1999.
Licenças:
Licenciou-se do Mandato de Deputado Federal, na Legislatura de 1991-1995, para assumir o cargo de Ministro da Saúde do Estado do Rio de Janeiro a partir de 08 de outubro de 1992, 1992-1993; Licenciou-se do mandato de Deputado Federal, na Legislatura de 1991-1995, para tratamento de saúde, durante 07 dias a partir de 26 de agosto de 1993; durante 15 dias a partir de 21 de fevereiro de 1994, e durante 11 dias a partir de 05 de março de 1994; e durante 15 dias a partir de 08 de março de 1994, e por 12 dias a partir de 23 de março de 1994; e por 14 dias a partir de 23 de março de 1994.
Filiações Partidárias:
PDT, -1985; PSB, 1956-1965; MDB, 1966-1969; PSB, 1985-.
Atividades Partidárias:
Filiou-se ao PSB, 1960; Fundador do PDT; Membro, Diretório Nacional do PDT; Juntamente com antigos militantes do PSB e novos adeptos, reorganizou o partido, 1985; Vice-Líder da Oposição, PSB, 1964-1965; Presidente, Comissão Diretora Provisória do PSB, Rio de Janeiro, RJ, 1985-1986; Presidente Nacional do PSB, -1986; Líder do PSB na Constituinte, 1988; Participou de reunião como Presidente da Executiva Regional do PSB no Rio de Janeiro, 1991; Participou de reunião com Diretório do Partido Socialista Brasileiro no Espírito Santo, 1991; Participou de reuniões com o partido no Rio de Janeiro, 1991; Líder do PSB, 1987-1991, no Senado Federal; Presidente Nacional de Honra, PSB, 1995-1999.
Atividades Profissionais e Cargos Públicos:
Fundador do Serviço de Acidentados do Trabalho, em convênio com o INPS ,1969 a 1977; Médico, IAPETC, INAMPS; Ministro de Estado da Saúde, 1992-1993.
Estudos e Graus Universitários:
Cursos Primários e secundário no Colégio Batista e o complementar no Intituto Lafayette; Medicina, Univ. do Brasil, Rio de Janeiro, RJ, 1944-1949; Especialização em Traumato-Ortopedia, Univ.do Brasil, Rio de Janeiro, RJ.
Atividades Parlamentares:
CÂMARAS MUNICIPAIS, ASSEMBLÉIAS LEGISLATIVAS, CÂMARA LEGISLATIVA DO DF:
ALGB: Mesa: Terceiro-Secretário, 1966-1967; Presidente, Comissão de Economia, ALGB/PSB, 1964-1965; Presidente, Comissão de Saúde, ALGB/PSB, 1964-1965; Membro, CPI sobre introdução e uso de anticoncepcionais no país sem controle médico, ALGB/MDB; Membro, CPI sobre uso e tráfico de entorpecentes em escolas da rede estadual, ALGB/MDB; Membro, CPI sobre gastos com construção do atual BANERJ, ALGB/MDB; Presidente, CPI sobre o crime do Calabouço (morte do estudante Edson Luiz) ALGB/MDB, 1968; Presidente, CPI que investigou o assassinato de mendigos no governo Carlos Lacerda (1960-1965).

ASSEMBLÉIA NACIONAL CONSTITUINTE:
Titular, Comissão de Sistematização, ANC/PSB, 1987-1988.

CONGRESSO NACIONAL:
Titular, CPI Mista Esterilização das Mulheres no Brasil, CN/PSB, 1992; Suplente, CPI Mista PC Farias, CN/PSB, 1992.

SENADO FEDERAL:
Titular, Comissão de Saúde, SF/PSB; Titular, Comissão de Finanças, SF/PSB; Titular, Comissão de Economia, SF/PSB; Titular, Comissão de Relações Exteriores, SF/PSB, 1987-1990; Membro, Comissão do Distrito Federal, SF/PSB, 1989; Membro, Comissão de Constituição e Justiça, SF/PSB, 1989; Membro, Comissão de Educação, SF/PSB, 1987; Membro, Comissão de Assuntos Sociais, SF/PSB, 1989-1990; Membro, Comissão de Assuntos Econômicos, SF/PSB, 1989-1990; Membro, Comissão de Fiscalização e Controle, SF/PSB, 1989-1990; Sub-Relator Comissão Especial para dar parecer sobre o Código do Ar, SF/PSB, 1989; Membro, Comissão Especial para opinar sobre emendas ao Projeto do Código Civil, SF/PSB, 1990; Membro, Comissão de Educação, SF/PSB, 1990.

CÂMARA DOS DEPUTADOS:
COMISSÕES PERMANENTES: Economia, Indústria e Comércio: Suplente, 1994; Seguridade Social e Família: Titular, 1991-1992, 1994; Trabalho, Administração e Serviço Público: Titular, 1993, e Suplente, 1991-1992.

CONSELHOS, FRENTES E GRUPOS PARLAMENTARES E OUTROS:
Suplente do Grupo Brasileiro do Parlamento Latino-Americano.
Atividades Sindicais, Representativas de Classe e Associativas:
Titular, Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia e da Sociedade Brasileira de Medicina e Cirurgia; Vice-Presidente Nacional, Col. Brasileiro de Cirurgiões; Vice-Presidente Honorário, Academia Nacional de Medicina.
Condecoraçõoes:
Benemérito, Sociedade de Medicina e Cirurgia; Ordem do Cruzeiro do Sul; Ordem do Mérito Naval, Ordem do Mérito Militar; Ordem do Mérito das Forças Armadas.
Obras Publicadas:
Um socialista no Parlamento. Brasília, Ed. CEGRAF, 1989; Prestando contas (2 vol.), Brasília, Ed. CEGRAF, 1990; A presença do povo no Parlamento, 1994.
Missões Oficiais:
Missão oficial à URSS, chefiada pelo Presidente do Senado Federal, 1986. LXXX Conferência Interparlamentar, Sófia, Bulgária, 1988; Representante do Senado Federal no Congresso de Parlamentares Latino-Americanos Socialistas, Montevidéu, Uruguai, 1989; IV Conferência Política do Socialismo Latinoamericano, Santiago do Chile, 1991; Colóquio sobre o legado da cultura árabe às culturas latino-americanas, a convite da embaixada daquele país, Marrocos, 1989; Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente - "ECO-92", Rio de Janeiro, 1992.
Outras Informaçõoes:
Na faculdade, participou ativamente da política estudantil, atuando como representante da União Nacional dos Estudantes - UNE. No mandato de Deputado Estadual foi vice-líder da oposição na Assembléia Legislativa, presidindo a CPI que investigou o assassinato de mendigos no governo Carlos Lacerda (1960-1965). Mandato de Deputado Estadual na legislatura 1967-1971, foi membro das CPIS sobre a introdução e o uso de anticoncepcionais no país sem controle médico e sobre o tráfico de entorpecentes em escolas de rede estadual, em 1968 presidiu a CPI que investigou a morte do estudante Edson Luís de Lima Souto, ocorrida durante uma invasão policial ao restaurante estudantil do Calabouço, localizado no Castelo, no Centro do Rio. Mandato de Deputado Estadual cassado e os direitos políticos suspensos por dez anos, em face do disposto no art. 4 do Ato Institucional nº 5, de 13 de dezembro de 1968, expedido pelo Decreto de 29 de abril de 1969, publicado no D.O. de 30/04/1969, p. 3662. Fundador do serviço de acidentes do trabalho no Hospital da Cruz Vermelha, Rio de Janeiro, RJ, 1969-1977. Campeão das divisões inferiores pelo Tradicional Tijuca Tênias Clube. Várias vezes campeão universitário, estadual e brasileiro, de basquetebol. Sócio laureado do Clube de Regatas do Flamengo, pelo qual foi tricampeão carioca. Como prefeito do Rio de Janeiro deu início a construção de uma passarela definitiva para desfile das esdcolas de samba ( o chamado Sambódromo), a reformulação do sistema de merenda escolar, a implantação de um sistema pioneiro de coleta de lixo nas favelas, a realização de estudos visando à implantação do programa de aleitamento materno, a realização de obras de contenção de encostas em 86 morros da cidade, além de elaborar uma proposta orçamentária que destinava maiores recursos para a educação e a saúde. Em novembro de 1983, ouve uma colisão do partido com o PMDB e o PTB, não concordando com os rumos políticos que tomava o PDT, e considerando o partido como uma fernte em que só uma minoria era socialista, deixou a prefeitura, em dezembro de 1983. ANC: Votou a favor do rompimento de relações diplomáticas com países que desenvolvessem uma política de discriminação racional, do aviso prévio proporcional, da unicidade sindical, do voto aos 16 anos, da nacionalização do subsolo, da anistia às dívidas dos micros e pequenos empresários, da legislação do aborto, da remuneração 50% superior para o trabalho de 40 horas semanais, da soberania popular, da estatização do sistema financeiro, do limite de 12% ao ano para os juros reais, da proibição do comércio de sangue, da limitação para os engargos da dívida externa, da criação de um fundo de apoio à refoma agrária, da desapropriação da propriedade produtiva e da estabilidade no emprego. Votou contra a pena de morte, o presidencialismo, o mandato de cinco anos para o presidente José Sarney e a legalização do jogo do bicho. Esteve ausente na votação do mandado de segurança coletivo. Nas primeiras semanas como Ministro da Saúde, iniciou negociações com a indústria farmacêutica, visando a reduzir os preços dos remédios. Entre suas iniciativas, merecem ser destacadas a proposta de um orçamento maior para a Central de Medicamentos (Ceme), com o objetio de fabricar remédios mais baratos nos laboratórios oficias, a criação de farmácias populares para vender medicamentos elaborados pelas faculdades de farmácia e, sobretudo, a implantação do Sistema único de Saúde (SUS) em quatrocentos municípios do país. Através de uma portaria, obrigou a presença de pediatras nas salas de cirurgia cesariana ou de parto para evitar seqüelas nas crianças. Assinou o convênio com o Ministério da Educação para melhorar o pagamento dos serviços prestados pelos hospitais universitários. Deu continuidade aos planos de vacinação infantil e criou o projeto Leite é Saúde. Durante o mês de janeiro de 1999 substituiu seu colega de bancada Alexandre Cardoso como Deputado Federal. Em 1º de fevereiro assumiu a cadeira na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro.

Voltar