Grupo Brasil – Alemanha discutirá modelos de políticas públicas

Brasília – O Grupo Parlamentar de Amizade Brasil – Alemanha realizou nesta terça-feira, 26, a sua primeira reunião para elaboração do Plano de Ação a ser desenvolvido em 2019. Na oportunidade, ficou decidido que os deputados irão identificar políticas públicas implementadas na Alemanha e que possam ser replicadas no Brasil.
26/02/2019 16h15

Edilson Holanda

Grupo Brasil – Alemanha discutirá modelos de políticas públicas

De acordo com o deputado Nilson Pinto (PSDB-PA), presidente do grupo, “estamos reunindo um grupo de parlamentares de todos os partidos, interessados no fortalecimento das relações entre os dois países. Além disso, iremos organizar ao longo do ano, uma série de eventos com o objetivo de debater políticas públicas em vigor na Alemanha e que possam ser implementadas no Brasil”, explicou. 

Segundo ele, “a Alemanha é o motor da Europa e o seu protagonismo tem sido fundamental para que a União Europeia se consolide como bloco. Temos muito a aprender com este país. Vamos debater como a Alemanha colocou as contas em ordem, como funciona a sua Previdência Social e as regras do seu sistema político-eleitoral, por exemplo. O que pudermos agregar às nossas necessidades, iremos propor por meio da diplomacia parlamentar”, afirmou Nilson Pinto.  

O deputado Eduardo Barbosa (PSDB-MG) também acredita que o Brasil poderá aprender muito com a Alemanha. “Trata-se de um país que renunciou à energia nuclear e aposta nas energias renováveis. Além disso, do ponto de vista político, tem sido fundamental para evitar a corrosão do bloco europeu”, assinalou. 

Eduardo Barbosa que também preside o Grupo Parlamentar Brasil – União Europeia, quer ver os deputados brasileiros e alemães interagindo ainda acerca das negociações para um Tratado de Livre Comércio entre o bloco europeu e o MERCOSUL. 

Neste sentido, Arlindo Chinaglia (PT-SP), manifestou preocupação. “Enquanto o Parlamento Europeu acompanha o estado dessas negociações de forma permanente, nós temos poucas informações. Como a Alemanha tem sido um dos países mais entusiastas do acordo, podemos debater, no âmbito do grupo, as implicações que esse tratado terá para as duas regiões, não apenas do ponto de vista econômico-comercial, mas também político”, defendeu. 

 

 

 

Jornalista responsável: Marcelo Rech

E-mail: marcelo.rech@camara.leg.br

Telefone: 61 3216 6737

www2.camara.leg.br/credn

https://www.facebook.com/crednoficial

https://twitter.com/credena

Ações do documento