Institui novas regras para o período eleitoral

Estevão Rodrigues de Oliveira, vem respeitosamente, apresentar proposta de ementa constitucional:

Sugestão de projeto de lei Eleitoral

Excelentíssimos e Excelentíssimas Senhores e Senhoras Deputados e Deputadas Federais

Art.1-No mínimo 3(três) meses antes do período e durante o período eleitoral seja embargados todos os bens da população.

§1-Somente poderão ser feitas transações bancárias mediante transferência bancária e não pode ser feitos saques de qualquer valor sem que o banco comunique á justiça eleitoral TSE.

§2-Cabos eleitorais não poderão ser indicados pelo prefeito na próxima eleição.

§3-Vice prefeito em primeiro mandato não pode ser indicado pelo prefeito pra sucessão.

Art2-Nas eleições pra deputados governadores senadores fica embargado os bens pra evitar que os deputados governadores senadores enfim, tenham que ajuntar dinheiro de salário durante aquele mandato pra ser enganado por vendedores de votos porque é assim que muitos políticos deputados, governadores, senadores, enfim, perdem a eleição.

§1-É obrigatório o embargo dos bens dos cabos eleitorais e pessoas de contato não excluindo qualquer linha de contato.

Art.3-Nas eleições pra vereadores somente todos os bens declarados á justiça eleitoral ficam embargados e todos os bens de cabos eleitorais e contatos, porque quem é pobre(desprovido de recursos financeiros) não tem jeito de furtar por causa da Receita Federal, declaração de IR(imposto de renda).

Art.4- Qualquer desgraçado ou qualquer desgraçada que se candidatar a vereador fica proibido e parentes e cônjuges e contatos próximos ou não fica proibido de fazer transações bancárias(saques).Somente serão permitidas transferência conta-conta, mas somente da mesma agência.Não serão permitidos transações bancárias Banco do Brasil Caixa Econômica Federal.Banco do Brasil - Bradesco.Vice e Versa.

Parágrafo Único-Três meses antes e durante o período eleitoral, todos os cidadãos e cidadãs deverão estar com os documentos de declaração de IR(imposto de renda em dia), devendo repetir as informações durante esse período, a desobediências acarretará em embargo e perda de bens.Grato.

 

ESTEVÃO RODRIGUES DE OLIVEIRA                PERDIZES/MG             OUTUBRO/2016

Ações do documento