Comissão aprova mudanças em fusos horários da região Norte

24/10/2007 17h20

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática aprovou nesta quarta-feira (14/10) mudanças nos fusos horários brasileiros, propostas no substitutivo da deputada Rebecca Garcia (PP-AM) ao projeto de lei 882/2007, do senador Tião Viana (PT-AC).

O texto aprovado na Comissão reduz de três para duas horas a diferença máxima de horários no país, e estabelece o prazo de 60 dias após a publicação da lei para que as mudanças entrem em vigor.

O projeto altera as divisões horárias no país de quatro para três fusos. As mudanças atingem principalmente o Estado do Acre e a Amazônia Ocidental, que passarão a adotar o horário de Greenwich menos quatro horas (ou Brasília menos um hora); e o Estado do Pará, que hoje tem dois horários diferentes, e teria sua hora oficial unificada em Greenwich menos três horas (mesma de Brasília).

Na avaliação da deputada, as mudanças irão permitir uma melhor adaptação da ordem temporal interna da população e a redução dos transtornos envolvendo dificuldades de comunicação com órgãos públicos, empresas e demais instituições em determinados horários do dia.

O projeto segue agora para a apreciação da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, e depois volta ao Senado, uma vez que sofreu alterações na Câmara.

Ações do documento