Saiba + sobre os deputados da Comissão Executiva PJB 2020

Para acompanhar o programa mais de perto, todos os anos é formada uma comissão executiva com a presença de deputados federais envolvidos nas discussões relacionadas à juventude e à educação.
30/07/2020 17h45

Para acompanhar o programa mais de perto, todos os anos é formada uma comissão executiva com a presença de deputados federais envolvidos nas discussões relacionadas à juventude e à educação.

Em 2020 a comissão será integrada por:


Áurea Carolina (PSOL-MG)
Feminista, especialista em gênero e igualdade e mestre em Ciência Política pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) – no seu mestrado apresentou sobre a inclusão das mulheres jovens na agenda governamental.
É uma das fundadoras do Fórum da juventude da grande BH.
Está em seu primeiro mandato na Câmara dos Deputados, faz parte da Comissão de Cultura e pela primeira vez integra a Comissão Executiva do Parlamento Jovem Brasileiro.

Efraim Filho (DEM/PB)
Participou ativamente de movimentos estudantis em congressos da União Nacional dos Estudantes (UNE). Já realizou inúmeras palestras em outros países mobilizando jovens a se engajarem na política. Foi presidente nacional da Juventude Democratas e está em seu quarto mandato parlamentar.
Apadrinhou um dos projetos apresentados no PJB 2015, de autoria da Deputada Jovem Cinthya Casado Paulo, também da Paraíba. É a PEC 196/2016, que propõe nova redação ao inciso XVIII do art. 7º da Constituição Federal, para dispor sobre a licença-maternidade, estabelecendo que tanto a mãe biológica quanto a mãe adotiva de múltiplos tem o direito de ampliar em 30 (trinta) dias a licença maternidade para cada filho nascido vivo ou adotado além do primeiro.
PEC 196/2016

Joenia Wapichana (REDE - RR)
É a primeira mulher indígena eleita Deputada Federal no Brasil. Atua em inúmeras comissões, entre elas a: Comissão Externa do Ministério da Educação e a Comissão Externa de Políticas para a Primeira Infância.
Suas prioridades são voltadas à defesa dos direitos coletivos dos povos indígenas e à luta pela sustentabilidade em termos de políticas públicas pelas mulheres, pela juventude, resguardando os direitos sociais. Pela primeira vez integra a Comissão Executiva do Parlamento Jovem Brasileiro.

Luisa Canziani (PTB/PR)
É a deputada federal mais jovem do país, atualmente com apenas 24 anos. Discute principalmente questões relacionadas à educação e à luta pelos direitos das mulheres. Já participou da Comissão Executiva da 16° edição do Parlamento Jovem Brasileiro.

Orlando Silva (PCdoB/SP)
Antes de se tornar deputado federal, esteve na liderança de grandes movimentos históricos para a juventude brasileira, como a campanha dos “caras pintadas” no Fora Collor. Essa liderança o levou a União Nacional dos Estudantes (UNE), onde foi o primeiro e até agora único negro presidente da entidade. Foi Ministro dos Esportes (2006-2011) e está em seu segundo mandato como deputado federal. Na Câmara, atualmente está à frente da Secretaria de Participação, Interação e Mídias Digitais. Já integrou a Comissão Executiva do PJB em 2019.

Paula Belmonte (CIDADANIA/DF)
Deputada Federal em seu primeiro mandato, prioriza questões ligadas a infância, juventude e educação. Na Câmara dos Deputados faz parte das Comissões de Educação e Comissão Especial do FUNDEB, entre outras. Pela primeira vez integra a Comissão Executiva do Parlamento Jovem Brasileiro.

Pedro Cunha Lima (PSDB/PB)
É presidente da Comissão de Educação na Câmara dos Deputados e está em seu segundo mandato. Entre os seus projetos na área, o mais conhecido é a PEC 20/2015, que estabelece o professor como instrumento responsável pela educação no país e que o Magistério Público Nacional, nos diversos níveis de escolaridade, é instituição essencial ao Estado.
Apadrinhou um dos projetos apresentados no PJB 2015, de autoria do Deputado Jovem Patrick Teixeira Dorneles Pires, também da Paraíba. O PL 3302/2015 dispõe sobre a aplicação mínima de recursos para a pesquisa e o desenvolvimento de diagnósticos, medicamentos e outros produtos para a saúde destinados ao tratamento de doenças raras, e destina parcela dos recursos recuperados em ações de ressarcimento ao erário da União às ações de atenção integral às pessoas com doenças raras no Sistema Único de Saúde.
PL 3302/2015

Rubens Otoni (PT/GO)
Está em seu quarto mandato como deputado federal. Contribuiu para a elaboração de políticas estratégicas do Governo Federal para a educação, como ProUni e também a implementação de institutos de ensino profissionalizante. É integrante da Comissão de Cultura.
Também apadrinhou um dos projetos apresentados no PJB 2015, de autoria do Deputado Jovem Pedro Cenci Dal Castel. O PL 1123/2019 sugere o acréscimo de dispositivos à Lei nº 8.171, de 17 de janeiro de 1991, para conceder estímulos aos proprietários rurais que desenvolvam a agricultura orgânica e outras atividades de preservação ambiental.
PL 1123/2019

Silvia Cristina (PDT-RO)
É jornalista, professora e a primeira mulher negra eleita Deputada Federal por Rondônia. Está em seu primeiro mandato na Câmara dos Deputados. Atua na Comissão Externa do Ministério da Educação e participa pela primeira vez da Comissão Executiva do PJB.

Tabata Amaral (PDT/SP)
Cientista política e ativista pela educação brasileira. Está em seu primeiro mandato como deputada federal, é integrante da Secretaria da Juventude da Câmara dos Deputados, além de atuar na Comissão de Educação, entre outras. Participa da Comissão do PJB pela segunda vez.
Apadrinhou uma ideia apresentada pela estudante Raphaelle Godinho, Deputada Jovem em 2015. O PL 557/2020 determina o destaque nos currículos escolares de todos os níveis de ensino, para os conteúdos relativos aos direitos humanos, à equidade de gênero e de raça ou etnia e ao problema da violência doméstica e familiar contra a mulher.
PL 557/2020

Vander Loubet (PT/MS)
Foi ativista no movimento estudantil secundarista. Está em seu quarto mandato na Câmara dos Deputados e pela primeira vez integra a Comissão executiva do PJB. Mesmo antes de integrar a Comissão, apadrinhou projeto apresentado durante o PJB 2018 pela Deputada Jovem Natállia Braga, que assim como o parlamentar, também é do Mato Grosso do Sul. O PL 645/2019 propõe a concessão de benefícios tributários a empresas que contratem trabalhadoras que sejam mães de crianças de até 14 anos de idade.
PL 645/2019

Ações do documento