Estrutura

A Secretaria de Participação, Interação e Mídias Digitais é órgão da Câmara dos Deputados, criado pelos artigos 21-L e 21-M do Regimento Interno da Câmara dos Deputados. A Secretaria é composta por 01 (uma) Diretoria-Executiva, 05 (cinco) Coordenações e diversos Serviços e Seções.

Coordenação de Gestão e de Apoio Técnico-Administrativo

À Coordenação de Gestão e de Apoio Técnico-Administrativo compete dirigir e controlar os serviços técnicos administrativos e auxiliares de apoio necessários ao funcionamento da Secretaria de Participação, Interação e Mídias Digitais, participar da gestão estratégica e acompanhar os processos estratégicos de interesse da Secretaria.

Coordenação de Conteúdo e Interação em Mídias Digitais

À Coordenação de Conteúdo e Interação em Mídias Digitais compete coordenar e aprovar campanhas institucionais, concepções visuais e textuais das ações feitas pela Câmara dos Deputados em redes sociais e nos perfis institucionais a ela vinculados; dar apoio técnico às contas institucionais existentes em outros órgãos da Câmara dos Deputados, respeitando restrições da legislação interna; aprovar elementos de identidade visual da Câmara dos Deputados produzidos por outras áreas para publicação nas redes sociais institucionais, além dos portais de internet e intranet; supervisionar e aprovar as ações e propostas de atividades de publicidade institucional voltadas para o público externo e interno, bem como realizar a proposição, coordenação e supervisão de ações específicas que envolvam ·a promoção e a divulgação publicitária de eventos e campanhas ligados à projeção da imagem institucional junto ao público externo e gerenciar e propor as ações integradas de comunicação e divulgação institucional.

Coordenação de Inovação Laboratório Ráquer

À Coordenação de Inovação Laboratório Ráquer cabe assessorar tecnicamente os órgãos da Câmara dos Deputados nas ações de inovação em transparência, participação e fomento à cidadania; prospectar e prototipar processos, metodologias e tecnologias inovadores voltados a esses temas; promover projetos e processos de trabalho a partir da perspectiva do usuário, incluindo testes e validação com cidadãos em todas as fases dos projetos, de modo a ampliar a colaboração social; promover ações colaborativas visando ao aprimoramento da transparência legislativa, da participação popular e da cidadania, cedendo espaço físico, acesso e uso livres por qualquer cidadão para desenvolver ações de experimentação, prototipagem e inovação de interesse da Câmara dos Deputados; atuar na facilitação criativa para o desenho de serviços e processos de trabalho voltados à ampliação da transparência dos dados públicos; contribuir para a multiplicação do uso de serviços de cidadania em âmbito nacional; estimular a disseminação de boas práticas, metodologias e tecnologias em Parlamento Aberto, em colaboração com outras casas legislativas, sociedade civil e administração pública.


Coordenação de Interação com a População e Programas Institucionais

À Coordenação de Interação com a População e Programas Institucionais cabe prospectar, monitorar e sistematizar dados provenientes de redes sociais, por desenvolvimento próprio ou usando ferramentas tecnológicas existentes, com potencial corporativo para a Câmara dos Deputados; buscar a integração com os outros dados existentes da Câmara dos Deputados coletados por outras mídias digitais, como o portal corporativo, canais de fale conosco, planilhas de 0800 e qualquer outra porta de entrada digital, com a finalidade de construir e gerir painéis de indicadores que possam balizar a atividade legislativa, a produção de conteúdo e ações de marketing da Câmara dos Deputados; coordenar a elaboração e realização de pesquisas de opinião, compreendendo a análise e divulgação dos resultados; traçar as diretrizes e coordenar as ações de comunicação interativa entre os cidadãos e a Câmara dos Deputados; realizar a interface da Secretaria de Participação, Interação e Mídias Digitais com outros órgãos da Câmara dos Deputados, no tocante à participação da sociedade nas discussões e ações da Casa; coordenar os canais de comunicação aproximativos com os diversos públicos da instituição e as políticas de relações com a comunidade; gerir o portal institucional com relação ao conteúdo de divulgação institucional, arquitetura da informação e tecnologias; acompanhar e atuar nas ações estratégicas de participação popular existentes na Câmara dos Deputados em redes sociais e soluções de tecnologia da informação.


Coordenação de Divulgação

À Coordenação de Divulgação cabe coordenar e propor as políticas de divulgação interna pelo portal da Câmara na Intranet; coordenar os trabalhos de assessoria de imprensa em relação aos assuntos institucionais e o atendimento às demandas da imprensa; realizar o monitoramento de notícias sobre a Instituição na imprensa e supervisionar os meios de divulgação de informações para o público interno da Câmara dos Deputados; contribuir com o processo de credenciamento de jornalistas e o planejamento e a execução da checagem de notícias falsas relacionadas a Câmara dos Deputados.

Ações do documento