Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Portal da Câmara dos Deputados

  • Acessível em Libras
  • Retorne o texto ao tamanho normal
  • Aumente o tamanho do texto

Navegação Global

Câmara dos Deputados
Você está aqui: Página Inicial > Responsabilidade Social > Bosque dos Constituintes > O Bosque dos Constituintes

O Bosque dos Constituintes

O Parque Bosque dos Constituintes

Bosque dos Constituintes

Localizado em um dos cenários mais conhecidos da capital federal, o Parque Bosque dos Constituintes é um local de grande significado histórico para todo o Brasil.

Trata-se de uma área de 70.814 m², ao lado da Praça dos Três Poderes, que abriga cerca de 600 árvores – muitas delas originalmente plantadas pelos parlamentares que integraram a Assembleia Nacional Constituinte de 1987.

Também vivem no Bosque pelo menos 55 espécies de aves, além de diversos outros animais, como répteis, anfíbios e pequenos mamíferos.

:: Conheça as espécies arbóreas do Bosque

:: Descubra quais aves habitam essas árvores


As origens

Plantado em 4 de outubro de 1988, véspera da promulgação da Constituição Cidadã, o Bosque nasceu como uma homenagem aos membros da Assembleia Nacional Constituinte. Esses parlamentares foram pioneiros ao incluir, na Constituição Federal, um artigo inteiramente dedicado à proteção do meio ambiente - o 225.Placa

Passados 20 anos sem nenhum cuidado especial, por iniciativa da Câmara dos Deputados o bosque tornou-se Parque Bosque dos Constituintes com a publicação do Decreto Distrital nº 29.641, de 24 de outubro de 2008. Em 4 de novembro do mesmo ano, foi formalmente adotado pela Câmara dentro do programa “Abrace um Parque”, do Instituto Brasília Ambiental do Governo do Distrito Federal.

:: Leia mais sobre a história do Bosque 
:: Confira os depoimentos de seus idealizadores

Um futuro promissor

Desde que assumiu a gestão do Parque Bosque dos Constituintes, a Câmara dos Deputados  iniciou um intenso programa de revitalização do local, com o apoio de diversos parceiros: o Governo do Distrito Federal – por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (Seduma), do Instituto Brasília Ambiental (Ibram), da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e do Departamento de Parques e Jardins (DPJ) – além da Rede de Sementes do Cerrado, da Escola de Paisagismo de Brasília, da Agência Reguladora de Águas, Esgoto e Saneamento Básico do DF (Adasa) e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

As ações têm sido conduzidas com três focos: sustentabilidade, mobilidade e acessibilidade. Diversas melhorias estão previstas, como a instalação de jardins temáticos, centro de visitantes, ciclovia, parque de esculturas e calçada projetada por Athos Bulcão – além da reconstituição, em seu entorno, da vegetação original de cerrado. Busca-se também a integração do espaço com outros pontos de interesse próximos, como o Panteão da Pátria, a Praça dos Três Poderes e o Congresso Nacional.

A meta para 2013 – quando a Constituição Cidadã completará 25 anos de existência – é alçar o Bosque à condição de Monumento Vivo e Histórico de Brasília.

:: Saiba mais sobre os parceiros do Bosque
:: Veja como vai ser o Bosque no futuro
:: Entenda como o Bosque pode se tornar Monumento Vivo e Histórico

Abraço 570x300

Informações de Apoio

Mapa do Portal