Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Página Inicial / Deputados / Quem são

Biografia


NEY MARANHÃO - ARENA/PE
Ney Albuquerque Maranhão
Nascimento: 10/12/1928
Naturalidade: Moreno, PE
Profissões: Industrial
Filiação: Cosntantino Carneiro Maranhão e Maria do Carmo Barboza Maranhão
Mandatos (na Câmara dos Deputados):
Deputado Federal, 1955-1959, PE, ARENA. Dt. Posse: 11/07/1955; Deputado Federal, 1960-1962, PE, ARENA. Dt. Posse: 17/10/1960; Deputado Federal, 1963-1967, PE, ARENA. Dt. Posse: 01/02/1963; Deputado Federal, 1967-1969, PE, ARENA. Dt. Posse: 01/02/1967.
Licenças:
Licenciou-se do mandato de Deputado Federal, na Legislatura 1959-1963, para tratamento de saúde, nos dias 2 a 6, 9 a 13 e 23 a 24 de abril de 1962. Licenciou-se do mandato de Deputado Federal na Legislatura 1963-1967, para tratamento de saúde, nos períodos de 3 a 31 de outubro e 4 a 22 de novembro de 1963. Licenciou-se do mandato de Deputado Federal na Legislatura 1967-1971, para tratamento de saúde, por 125 dias, a partir de 10 de abril de 1967; por 30 dias, em prorrogação, a partir de 12 de setembro de 1967; por 121 dias, a partir de 31 de agosto de 1968; por 70 dias, em prorrogação, a partir de 30 de dezembro de 1968.
Suplências e Efetivações:
Assumiu, como Suplente, o mandato de Deputado Federal, na Legislatura 1959-1963, em 17 de outubro de 1960, na vaga do Dep. Clélio Lemos.
Filiações Partidárias:
PTB; PL; PMB; ARENA
Atividades Parlamentares:
CÂMARA DOS DEPUTADOS:
COMISSÕES PERMANENTES: Agricultura e Política Rural: Titular, 1963-1967; Distrito Federal: Suplente, 1963-1964; Finanças: Suplente, 1962; Legislação Social: Suplente, 1966-1968.
COMISSÕES ESPECIAIS: Polígono das Secas: Membro efetivo, 1963.
Mandatos Externos:
Prefeito, Moreno/PE, Partido: N/D, Período: 1951 a 1954
Obras Publicadas:
MARANHÃO, Ney Albuquerque. Minha luta em defesa do rezoneamento salarial;
______. Poluição dos rios;
______. Prioridade é o Nordeste (3v.);
______. Economia nacional e capital estrangeiro.
Perdas de Mandato:
Mandato de Deputado Federal cassado e os direitos políticos suspensos por dez anos, na legislatura 1967-1971, em face do disposto no art. 4 do Ato Institucional nº 5, de 13 de dezembro de 1968, expedido pelo Decreto de 7 de fevereiro de 1969, publicado no D.O. de 10/02/1969, p. 1331.