Você está aqui: Página Inicial > Comunicação > Câmara Notícias > TV Câmara > Expressão Nacional > Expressão Nacional discute a crise dos hospitais universitários
28/05/2013 21:30 - Duração: 00:54:32

Expressão Nacional discute a crise dos hospitais universitários

Ao baixar e usar o vídeo, você automaticamente declara estar de acordo com o Termo de Uso.

Entidades ligadas à saúde e à educação acusam o governo de querer privatizar os hospitais universitários. A Empresa Hospitalar, criada pelo governo federal há dois anos para facilitar a contratação de pessoal e compra de remédios e equipamentos, está no centro da crise. Segundo o Ministério da Educação, a empresa está tornando as compras e as contratações mais baratas. Mas o Ministério Público Federal questiona na Justiça a legalidade da empresa, que, para o MP, desrespeita a autonomia universitária e permite a contratação sem concurso. Como modernizar os hospitais sem ferir a autonomia das universidades?
 




Comentários

vanilda | 28/05/2013 23:17
Deputada Alice Portugal falou muito bem quando disse PRIVATIZAR A EDUCAÇÃO,pois fere sim a autonomia universitária, quando se coloca (EBSERH)empresa privada nos hospitais universitários federais, ocasionará uma dissociação entre o ensino, pesquisa e extensão dentro das universidades, fragilizando a formação de profissionais na área de saúde.
Adalberto Procopio | 28/05/2013 22:42
A EBSERH não só esta entrando nos hospitais Universitarios, tambem nos hospitais do SUS, no Rio está de olho no filé dos hospitais de pesquisas. INCA, INTO e CARDIOLOGIA. é uma empresa que é incostitucional e como inconstitucional não era nem pra se conversar sobre esta empresa
Adalberto | 28/05/2013 22:35
A EBSERH é como todas as fundações criadas em 2007 no governo lula, foi uma imposição do banco mundial. quando se fala em estabilidade do funcionario, em regime jurido, concurso publico isso gera mal estar para o governo e o fundo monetario internacional. a Ebserh visa lucros e vai com certeza aplicar os recursos no capital financeiro e a saude e educação não foram feitos para dar lucros
  • TV Câmara
    Expediente
    Disque-Câmara: 0800 619 619

Mapa do Portal