Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

05/10/2009 00h00

Honduras suspende estado de sítio

Foi suspenso o estado de sítio em Honduras, o país da América Central que é palco de uma crise envolvendo a embaixada brasileira, onde se refugiou o presidente deposto Manuel Zelaya. Foi anunciada ainda a anulação do decreto que proibia protestos nas ruas e que limitava outras liberdades civis, em vigor há nove dias.

Incorporar:
A visualização e/ou o uso deste material está condicionada pelos Termos de Uso do Câmara Notícias.
Foi suspenso o estado de sítio em Honduras, o país da América Central que é palco de uma crise envolvendo a embaixada brasileira, onde se refugiou o presidente deposto Manuel Zelaya. Foi anunciada ainda a anulação do decreto que proibia protestos nas ruas e que limitava outras liberdades civis, em vigor há nove dias.
Amanhã, os deputados federais que participaram na última semana (30/09) da missão oficial da Câmara a Honduras reúnem-se com o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), e com o secretário-geral de Relações Exteriores do Itamaraty, embaixador Samuel Pinheiro Guimarães. Nos encontros, será feito um balanço da visita a Tegucigalpa. Segundo o deputado Raul Jungmann (PPS-PE), que coordena a comissão externa, o grupo vai relatar detalhes das diversas reuniões mantidas com autoridades hondurenhas. Os deputados brasileiros reuniram-se com o presidente deposto, Manuel Zelaya, que está abrigado na embaixada brasileira; com os diplomatas brasileiros que estão no país; com o presidente em exercício Roberto Micheletti; e com o presidente do Congresso, José Alfredo Saavedra. Também conversaram com os ministros da Suprema Corte; com a Comissão de Direitos Humanos do país e com representantes da comunidade brasileira em Honduras.
O jornalista Rodrigo Bittar, que acompanhou os deputados na visita a Honduras adianta ao Câmara Hoje como foi o trabalho naquele país.

Crédito:
- Rodrigo Bittar - jornalista
Fotos - Luís Alves