Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

28/03/2014 15h34

Esquerda Volver

A memória de três casos emblemáticos da ditadura no Brasil, que desmentem a falsa crença de que os militares apoiaram o Golpe de 1964 em uníssono

Incorporar:
A visualização e/ou o uso deste material está condicionada pelos Termos de Uso do Câmara Notícias.

Esquerda Volver é o mais novo documentário da TV Câmara. Realizado em HD e com 24 minutos de duração, o filme é o registro histórico de um aspecto pouco conhecido da ditadura militar no Brasil: a perseguição e expulsão de militares contrários ao golpe de Estado das fileiras do Exército, Marinha, Aeronáutica e da Polícia Militar.

Esquerda Volver investiga a história de três militares que foram vítimas do regime por terem vínculo com o comunismo. Nos meses seguintes ao golpe de 64, o capitão de mar e guerra Fernando de Santa Rosa respondeu a um inquérito do Centro de Informações da Marinha (Cenimar), ficou dois meses preso em um navio e foi expulso das Forças Armadas sob a acusação de ter “vocabulário comunista”.

No mesmo ano, o militar Joaquim Aurélio de Oliveira participou da ocupação do Sindicato dos Metalúrgicos, no Rio de Janeiro, numa reivindicação por melhores condições de vida para os marinheiros. Com o golpe, Joaquim foi expulso da Marinha junto com centenas de outros praças e oficiais.

Já o tenente-coronel Vicente Silvestre, da PM de São Paulo, também esteve no centro de outro episódio marcante do regime militar: a batalha da Rua Maria Antônia, em outubro de 1968, protagonizada por estudantes de esquerda, da Universidade de São Paulo (USP), e de direita, do Mackenzie. À frente de uma tropa destacada para conter o tumulto, o tenente Silvestre se recusou a obedecer à ordem de um superior que contrariava suas convicções pessoais. Preso no DOI-Codi, em São Paulo, Silvestre foi vítima de torturas e acabou expulso da corporação em 1976.

O filme foi produzido pelo Núcleo de Documentários da TV Câmara e tem por objetivo jogar luz sobre uma questão do regime militar ainda pouco debatida, na data em que se completam 50 anos do golpe. Com a ajuda do professor Paulo Cunha, consultor da Comissão Nacional da Verdade, o documentário “Esquerda Volver” resgata a memória de três casos emblemáticos da ditadura no Brasil, que desmentem a crença de que os militares apoiaram o golpe em uníssono.


Ficha Técnica

Direção e Roteiro: Santiago Dellape
Produção: Pedro Henrique Sassi e João Gollo
Edição: Ernani Pelúcio
Imagens: Cláudio Adriano
Auxiliar: Roberto Bispo
Videografismo: Tiago Keise
Trilha Original: Eurípedes Martins




Comentários

José Marques da Silva | 27/03/2014 17h33
Situação fácil de se analisar, se é que se deve ser analisada, mas a questão é que na formação militar há sim uma definição,um impingimento da doutrina de "tudo pelo país" ou "tudo pela nação", cegamente age-se por este mote e premissa.Observo que muitas empresas agem assim ,onde o funcionário(hoje chama-se colaborador,e me pergunto se na hora de dividir os lucros o é tambem), sim, nas forças armadas a dedicação a esta doutrina citada em muitos casos é confundida por um "seguir a doutrina" de quem está no poder à época do fato,e lógico que isto alcança tambem os que julgam os fatos.