Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

02/04/2018 19h47

Site infantojuvenil da Câmara abre inscrições para programa Eleitor Mirim 2018

Projeto simula eleição de candidatos fictícios para Legislativo e tem objetivo de estimular debate sobre conceitos como democracia, participação popular, representação, voto e responsabilidade cidadã

Neste ano de eleições para deputados estaduais e federais, governadores e presidente da República, o Plenarinho - site infantojuvenil da Câmara dos Deputados - está com inscrições abertas para o programa Eleitor Mirim 2018.

O programa é dirigido aos estudantes do 5º e 6º anos do ensino fundamental das escolas públicas e particulares. O projeto simula a eleição de candidatos fictícios para o Legislativo e tem o objetivo de estimular o debate sobre conceitos como democracia, participação popular, representação, voto e responsabilidade cidadã.

Os professores interessados em que suas turmas participem devem enviar uma redação para o e-mail plenarinho@camara.leg.br. No texto, os professores devem expor os motivos que levaram os alunos a se interessarem pela participação nessa atividade.

As cinco melhores redações serão escolhidas pela equipe do Plenarinho, e os resultados vão ser divulgados no dia 4 de maio.

Os cinco professores selecionados deverão criar, junto com suas turmas, candidatos fictícios, com plataformas políticas, para cargos no poder Legislativo.

O site Plenarinho dará vida a esses candidatos, que vão compor uma urna virtual, igual à de verdade. Os estudantes de todo o País que ainda não estão na idade de votar - com menos de 16 anos - poderão escolher seus candidatos no mesmo período em que ocorrerão as eleições nacionais: de 7 a 28 de outubro.

A coordenadora do Plenarinho, Ana Cláudia Lustosa, explica a importância do programa:

"A nossa ideia com o Eleitor Mirim é chamar a atenção para o processo eleitoral. A gente percebe que, muitas vezes, o cidadão, depois de votar, ele esquece em quem votou. E a nossa proposta é fazer um trabalho junto às escolas, com os professores que são selecionados para participar, para preparar essa garotada que ainda não vota na urna eletrônica de verdade para, quando chegar o momento de votar, ela entender o que é esse ato, o que é você escolher alguém para te representar, o que é você transferir a sua voz para alguém."

A curiosidade dos alunos da escola Sagrado Coração de Maria, de Brasília, levou os estudantes a participarem do programa Eleitor Mirim, como conta a professora Márcia Alonso.

"A ideia surgiu da curiosidade de algumas crianças em relação a esse processo eleitoral, em relação como é que funciona toda essa parte política no Brasil, que eles ouvem falar, ouvem na televisão, eles ouvem que quem não sabe sobre isso é alienado, e eles estavam querendo saber porque eles eram alienados também: 'Professora, eu não sei nada, então eu sou alienado'. E começou a partir da fala de um, que replicou pelos outros, e a gente foi atrás do projeto; a gente já havia recebido na verdade um convite, quando a gente identificou o projeto dentre as possibilidades, a gente achou que seria uma boa, e aí a gente adotou."

Os professores interessados deverão seguir a proposta de trabalho da cartilha do Eleitor Mirim, trabalhando com os alunos textos sobre democracia, voto e representatividade. Os professores interessados deverão enviar suas redações até o dia 27 de abril pelo e-mail plenarinho@camara.leg.br

Reportagem - Newton Araújo