Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

14/11/2017 16h55

CCJ aprova criação da Semana Nacional de Combate à Sexualização de Crianças e Adolescentes

Pela proposta, durante a semana temática, serão desenvolvidas atividades que busquem inibir a sexualização precoce

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou proposta (PL 1454/15) que cria a Semana Nacional de Combate à Sexualização de Crianças e Adolescentes, a ser realizada anualmente de 25 de junho a 1º de julho.

Durante a semana temática, serão desenvolvidas atividades que busquem inibir a sexualização precoce. O deputado Roberto Alves (PRB-SP), autor do projeto, explica a sua motivação:

"Toda criança, ela tem que ter a infância dela. Nós não podemos deixar perder essa essência. A criança sentir, saber o que é a infância."

A psiquiatra Rosa Horita acredita que os pais devem estar sempre preparados para responder de maneira clara às perguntas de seus filhos sobre sexualidade. Mas afirma que a sexualização precoce pode ser minimizada:

"Tem jogo de videogame muito violento na mão de criança muito pequena. Tem jogo de videogame com uma questão sexual embutida. Você já viu o jogo do seu filho? Assistiu? Na hora de comprar, olhou a classificação etária? Essas informações estão lá. O filme que ele assiste, a mesma coisa. A novela que ele assiste, também. A exposição de artes plásticas que você vai levá-lo, também está lá. Na porta, está escrito qual é a indicação. Lógico que tem alguns conteúdos que talvez os pais possam liberar para os filhos, assistindo junto, para discutir".

O projeto que cria a Semana Nacional de Combate à Sexualização de Crianças e Adolescentes será analisado agora pelo Senado.

Reportagem - Sílvia Mugnatto