Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

21/06/2017 16h32

Deputados elogiam entrada dos Correios no mercado de telefonia celular

O Correios Celular foi lançado em março e já vendeu mais de 21 mil chips até o momento

Deputados elogiaram a entrada da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos no serviço de telefonia celular, em audiência pública na Comissão de Desenvolvimento Econômico da Câmara (nesta quarta-feira, 21).

O presidente da empresa, Guilherme Campos, explicou que o chip pré-pago dos Correios, que pode ser obtido nas agências, foi lançado em março na cidade de São Paulo (SP). Em seguida o Correios Celular foi lançado em Brasília (DF), Rio de Janeiro (RJ) e Belo Horizonte (MG), chegando ao interior de São Paulo nesta semana.

O deputado Áureo, do Solidariedade do Rio de Janeiro, que pediu a audiência, espera que a entrada dos Correios no setor possa ajudar a melhorar a qualidade serviço de telefonia celular no Brasil.

"A presença dos Correios na telefonia celular móvel vai ser de grande valia porque o consumidor vai poder se dirigir a uma loja, pegar explicações, comprar o seu chip, ter uma oferta diretamente na ponta, então isso vai facilitar a qualidade do atendimento. Eu tenho certeza que um grande problema de reclamação da telefonia celular móvel é a falta presencial das operadoras, porque aí tem que ficar recorrendo a um 0800 ou então a um site."

Já o deputado Leonardo Quintão, do PMDB de Minas Gerais, acredita que a oferta do novo serviço pode ajudar os Correios a zerar o prejuízo que vem tendo e passar a dar lucro.

O presidente da empresa destacou que o sucesso dos Correios Celular supera "a mais otimista das previsões", com mais de 21 mil chips vendidos até agora. Porém, em um primeiro momento, segundo Guilherme Campos, o grande ganho para a empresa será de imagem, e não financeiro. Para ele, o Correios Celular ajuda a "rejuvenescer a imagem" da estatal, atualmente vinculada apenas à área postal.

Até o fim do ano, a ideia é que o chip de celular dos Correios esteja disponível em mais de 3 mil municípios, conforme explica Guilherme Campos:

"A previsão nossa, fechado o ciclo de um ano em março do ano que vem, é ter vendido 1 milhão de chips. A nossa previsão de faturamento para este ano é superar a previsão inicial de 16 milhões de reais. É um produto que no tempo terá uma relevância significativa para a empresa, mas no curtíssimo prazo é uma promessa. Ainda não é uma solução para todos os nossos problemas."

O novo serviço dos Correios levou sete anos para ser desenvolvido e será prestado em parceria com a EUTV, prestadora de serviço de telefonia celular que será responsável pela infraestrutura de telecomunicações.

Reportagem - Lara Haje