Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

  • Retorne o texto ao tamanho normal
  • Aumente o tamanho do texto

Navegação Global

Você está aqui: Página Inicial > Comunicação > Rádio Câmara > Radioagência > Maia defende aprovação de reforma da Previdência para evitar “caos econômico”

20/03/2017 16h22

Maia defende aprovação de reforma da Previdência para evitar “caos econômico”

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirmou nesta segunda-feira (20) que, caso a reforma da Previdência não seja aprovada, “o dia seguinte será de caos econômico no País”.

O presidente da Câmara Rodrigo Maia afirmou nesta segunda-feira (20) em evento promovido pela Câmara Americana de Comércio (Amcham), em São Paulo, que caso a Reforma da Previdência não seja aprovada, "o dia seguinte será de caos econômico no País".

"A gente tem muita firmeza que o dia seguinte de uma não aprovação da Reforma da Previdência, será o caos econômico no Brasil. Será o forte crescimento da taxa de juros no Brasil, vai ser a perda definitiva da credibilidade do Brasil para receber investimentos no setor privado, a sinalização do crescimento do desemprego, da perda da renda do trabalhador. Então, a gente precisa falar isso para a sociedade, que a Reforma da Previdência trará benefícios no curto prazo"

Para Maia, a reforma garante o piso de um salário mínimo para aposentadoria, o que vai possibilitar aposentadoria integral para mais de 60% dos brasileiros. Maia destacou ainda que, com a provável redução da taxa de juros após a aprovação da reforma, empresas e brasileiros endividados poderão repactuar suas dívidas com uma taxa de juros menor.

Maia defendeu que os parlamentares procurem o esclarecimento correto das críticas feitas por diversos setores da sociedade, como servidores e movimentos sociais, à reforma da previdência. O presidente defendeu que a reforma apresentada pelo governo não tira direito de ninguém apenas garante o pagamento dos benefícios no futuro.

"Ela (a reforma) é muita bem elaborada que garante que os que ganham menos os seus benefícios. Cabe a cada um de nós explicar aos deputados e deputadas que vem com informações distorcidas e ter a coragem de falar para a sociedade: olhem o que acontece no Rio de Janeiro. Não achem que isso é brincadeira, que não vai acontecer com o governo federal: vai acontecer com o governo federal se não tivermos a coragem e certeza de que temos que reformar o estado brasileiro"

Maia informou que nesta semana está prevista a votação do projeto que regulamenta a terceirização. Segundo Rodrigo Maia, o excesso de regulação na legislação trabalhista tem gerado desemprego.

"Nós temos que parar com esse mito que mais regulação e um maior número de leis é melhor para o trabalhador, tantos brasileiros vão de forma ilegal para trabalhar nos EUA, que são completamente desregulados e flexíveis e todos os brasileiros têm um sonho de ir aos EUA trabalhar. Temos que parar com o mito de que regulação gera emprego. Regulação no Brasil, excesso de lei tem gerado desempregado"

Por fim, Rodrigo Maia voltou a defender mudanças no sistema eleitoral brasileiro já a partir de 2018. Para Maia, o País não pode inventar um novo sistema, mas sim buscar modelos que deram certo no mundo.

Reportagem - Luiz Gustavo Xavier



Comentários

Matheus | 21/03/2017 06h38
Sr. Deputado antes da reforma da previdência vamos fazer a reforma política. Reduzir gastos e salários e benefícios dos senhores. Vamos to dos usar sistema SUS. Aí sim devemos pedir uma revisão da previdência. Só mesmo no Brasil para se comparar política de primeiro mundo com a que vocês fazem. UTILIZE UM HOSPITAL PÚBLICO LÁ É DEPOIS AQUI.

  • Rádio Câmara
    Expediente
    Disque-Câmara: 0800 619 619

Mapa do Portal