Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

10/11/2016 08h00

Internet das Coisas pode ser a nova descoberta do fogo (interprograma)

O cenário futuro está mesmo bem ao estilo ficção científica: #tudosempreconectado

Eu tenho ouvido coisas do tipo: como a inteligência artificial poderá nos matar num futuro bem próximo?, graças ao nível de independência que as máquinas vão adquirir, fazendo com que a gente perca o controle sobre elas.

O cenário futuro está mesmo bem ao estilo ficção científica. Um estudo da Fundação Telefônica, chamado de “Juventude conectada”, pesquisou o uso da tecnologia e descobriu que o futuro pode ser surpreendente. Você duvida?
Então vamos lá: você odeia fazer compras no supermercado, certo? Sua cozinha, então, vai emitir o pedido de compras para você. A banheira vai encher e regular a temperatura da água, automaticamente, quando você estiver a caminho de casa e sua saúde será monitorada por sensores no seu corpo 24 horas por dia.

O nome disso é “internet das coisas” e o melo é: #tudosempreconectado. Os especialistas falam em bilhões de dispositivos conversando entre si, e não apenas smartphones, tablets, criando uma ecologia de sistemas e ambientes que nem mesmo o homem conseguirá dominar. Os números não importam, tudo será exponencial nesse mundo da Big Data, outro jargão do setor que significa a gama de dados estruturados e processados nesta sociedade das coisas.

E nessa revolução, estão mexendo no algoritmo, para que o processamento dessa informação seja feito de maneira tão rápida e revolucionária quanto foi a descoberto do fogo para nós, pobres mortais. Ou seja, tudo será feito em grande escala, em grande estilo e de um jeito que a sociedade nunca mais será a mesma.

Confira o estudo da Fundação Telefônica no sítio fundacaotelefonica.org.br; vá em “conteúdos” e depois “Juventude Conectada”. Divirta-se nesse novo mundo, que só existe no futuro.

Eu sou a Beth Veloso e este é o Papo de Futuro. Fale com a gente no: papodefuturo@camara.leg.br