Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

20/06/2016 11h00

Perguntas para uma internet segura (interprograma)

Qual dos pais nunca se fez uma dessas perguntas: Como proteger o meu filho que navega na Internet? Qual a idade certa para ganhar o celular? Devo censurar o uso da Internet? Ou violar os acessos do meu filho? O celular está virando um vício? Como se defender de uma ofensa na Internet? Como evitar a polêmica, o sexting, o cyberbullying? Aliás, qual o significado desses neologismos?

A Internet é, sem dúvida, um território de ninguém, embora viva hoje sobre a primazia de conteúdo e das ferramentas oferecidas pelos grandes portais. Mas ninguém sabe ao certo o que fazer quando algo dá errado nas suas relações com amigos virtuais.

Uma sessão de perguntas e respostas pode trazer muita luz nesse caminho. E o principal: ele deve ser trilhado por todos os pais com filhos em idade escolar e que tenham um celular na mão e uma cartilha na outra. Elaborada pela advogada e especialista em segurança digital Patrícia Peck, a cartilha que está contida no site famíliamaissegura.com.br deve ser acessada por todos. Ela fala, por exemplo, como usar o programa de controle parental, que impede o acesso a sites não apropriados para menores de idade, como aqueles com conteúdo pornográfico.

A fórmula para o uso seguro da internet certamente é a da educação, uma vez que todos os perigos já estão mapeados e são sabidos. Afinal, qual é o pai que deixa uma criança atravessar a rua sozinha? O controle de horas online é o ponto de partida. O site famíliamaissegura é, portanto, uma leitura obrigatória para quem precisa proteger a infância sem matar as maravilhas da tecnologia.

Eu sou a Beth Veloso e este é o Papo de Futuro. Dúvidas, sugestões, críticas? Fale com a gente pelo papodefuturo@camara.leg.br.