Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

14/01/2016 12h28

Brasília e as bicicletas (interprograma)

Sobre duas rodas, Brasília, ainda mais turística e bela, vai mais longe

Brasília está encantada com as bicicletas laranja, aquelas que a gente aluga. Parece que, pela primeira vez, a capital está se sentindo parte do primeiro mundo. Londres e Paris estão cansadas da rotina de alugar bicicletas, mas no Planalto isso virou hit, um fenômeno, de inverno.

Basta um celular, um cartão de crédito, e uma conexão à Internet, e o turista consegue alugar uma bicicleta na Catedral, e deixá-la em outro ponto. Essa fantástica mobilidade, pela qual se paga menos de R$ 20 por ano, deve ser grata à tecnologia. O celular vira caixa registradora e processa a sua encomenda. Quem não tiver a sua Internet móvel, que vá caminhando.

De acordo com as empresas, existem hoje mais de 200 milhões de acesso de banda larga móvel, que não é a mesma coisa de usuário. E muita gente acessa a rede de vez em quando. Portanto, essas pessoas podem ter a sua bicicleta de aluguel. E essa bicicleta de aluguel é um exemplo de como a tecnologia, associada a uma política de baixo custo e de alta mobilidade, pode gerar transformações de pequeno impacto, mas grande simpatia.

Sobre duas rodas, Brasília, ainda mais turística e bela, vai mais longe.

Este é o Papo de Futuro e eu sou a Beth Veloso. Mande suas sugestões e o que te aflige no mundo digital para beth.veloso1@gmail.com