Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

03/11/2017 10h36

Tragédia em Mariana (MG) completa dois anos; Deputado Lelo Coimbra fala sobre o assunto

O parlamentar é líder do governo na Câmara e integrante da comissão externa que acompanha os desdobramentos do desastre

Vidas provisórias, ruínas e sonhos encobertos pela lama. Assim está o município de Bento Rodrigues, distrito de Mariana, em Minas Gerais, dois anos depois do rompimento da barragem de rejeito de minérios da mineradora Samarco e de suas controladoras Vale e BHP. Dezenove pessoas morreram.

Para falar sobre o assunto, o Com a Palavra convidou o deputado Lelo Coimbra, do PMDB do Espírito Santo, líder do governo na Câmara e integrante da comissão externa que acompanha os desdobramentos do desastre.

Na entrevista, o deputado falou das dificuldades para atender às famílias afetadas pelo rompimento da barragem da Samarco, que até hoje não receberam suas casas de volta. Lelo Coimbra disse que as ações criminal e civil pública estão suspensas e não há definição sobre a reconstrução dos povoados devastados de Beto Rodrigues e Paracatu de baixo, cujos projetos enfrentam obstáculos legais.

Para o deputado Lelo Coimbra, a comissão deve trabalhar para que o termo de ajustamento de conduta, imposto às mineradoras, seja cumprido. Ele falou, ainda, que já estão sendo realizados procedimentos para que a Samarco retome suas atividades na localidade, com segurança, já que a suspensão das atividades da empresa reduziu em 4% o PIB de Mariana.

Ouça o áudio completo da entrevista.

Apresentação - Edson Junior e Elisabel Ferriche