Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

18/10/2017 11h06

Exposição polêmica: mostra não é arte e não deveria receber recursos públicos, diz Alberto Fraga - Bloco 2

Os deputados Glauber Braga (Psol-RJ) e Alberto Fraga (DEM-DF) estiveram Com a Palavra para debater a polêmica exposição “Queermuseu - cartografias da diferença na arte brasileira”. Ouça as entrevistas em dois blocos

A Comissão de Segurança Pública promove, nesta quarta-feira, debate sobre a polêmica exposição “Queermuseu - cartografias da diferença na arte brasileira”, do Santander Cultural, em Porto Alegre.

Algumas obras, que abordavam a temática da diversidade sexual, foram duramente criticadas, principalmente nas redes sociais, por conterem cenas consideradas impróprias a crianças, como apologia à pornografia, pedofilia e à zoofilia, além de insultos a imagens sacras. A mostra era também destinada ao público escolar. A polêmica levou o Santander Cultural a encerrar a exposição.

O ministro da cultura, Sérgio Sá Leitão, foi convidado para participar dos debates.

Para discutir o assunto, o Com a Palavra entrevistou os deputados Glauber Braga, do Psol do Rio de Janeiro; e Alberto Fraga, do Democratas do Distrito Federal.

Para o deputado Glauber Braga, a liberdade de expressão é livre e deve ser respeitada, assim como devem ser respeitados os direitos constitucionais das crianças e adolescentes. Ele criticou contrários à exposição. Segundo ele, aqueles que se posicionaram contrários à exposição, querem esconder outras imoralidades como a compra de votos e a corrupção.

Já o deputado Alberto Fraga disse que a exposição não pode ser caracterizada como arte e que, portanto, não deveria receber recursos da Lei Rouanet. Segundo ele, a exposição prejudicou a imagem do Banco Santander, que perdeu, no período, 100 mil correntistas.

Ouça a integra das entrevistas em dois blocos.

Apresentação - Edson Junior e Elisabel Ferriche