Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

17/10/2017 10h53

Deputado Júlio Delgado comenta parecer que nega autorização para processar Temer - Bloco 1

Para repercutir a discussão do parecer na CCJ, o Com a Palavra entrevistou os deputados Júlio Delgado, do PSB mineiro; e Carlos Marun, do PMDB do Mato Grosso do Sul. Ouça a integra das entrevistas em dois blocos

A Comissão de Constituição e Justiça retoma nesta terça-feira a análise do pedido para instauração de processo contra o presidente Michel Temer e os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha; e da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, por crimes de obstrução e organização criminosa.

O relator da denúncia, deputado Bonifácio de Andrada, do PSDB mineiro, rejeitou o prosseguimento do processo, iniciado com a denúncia da Procuradoria-Geral da República. Os ministros também tiveram a recomendação de parar o andamento do processo.

Para repercutir o parecer, o Com a Palavra entrevistou os deputados Júlio Delgado, do PSB mineiro; e Carlos Marun, do PMDB do Mato Grosso do Sul.

Para o deputado Júlio Delgado, o estrago da revelação de nova denúncia contra o presidente da República, feita pelo delator Lúcio Funaro, é grande e vai ajudar aos parlamentares votarem a favor do processo de investigação.

Já para o deputado Carlos Marun, não existem novas denúncias, e sim revelações de delinquentes para atrapalhar o Brasil. Na opinião dele, são revelações ineptas, vazias e irresponsáveis, que não afetarão o resultado da votação na CCJ, que, segundo o deputado, será favorável ao presidente Michel Temer.

Ouça a integra das entrevistas em dois blocos.

Apresentação - Edson Junior e Elisabel Ferriche