Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

03/10/2017 07h00

Comissão Mista analisa a medida provisória que reformula o Fies, Fundo de Financiamento Estudantil

Segundo a MP, o novo Fies vai dividido em três modalidades e começa a vigorar em 2018

O parlamentar deputado Alex Canziani, do PTB do paraná é relator da Comissão Mista criada para analisar a medida provisória que reformula o Fies, Fundo de Financiamento Estudantil.

O colegiado se reúne, nesta terça-feira, para votar o relatório. Segundo a medida provisória, o novo Fies vai dividido em três modalidades e começa a vigorar em 2018.

A intenção do governo com as mudanças nas regras do Fies é reduzir o impacto fiscal, que saltou de R$ 1,8 bilhão, em 2010, para R$ 32 bilhões, em 2016, de acordo com dados do Tesouro Nacional. Outro problema que a equipe econômica está de olho é no crescimento da inadimplência que já atingiu os 46%. Medida provisória reformula o Fundo de Financiamento Estudantil, alterando as formas de concessão e pagamento, além do modelo de gestão.

Segundo o deputado Alex Canziani, entre as mudanças sugeridas pelos parlamentares está a que abre a possibilidade de resgate de fundo de garantia por tempo de serviço (FGTS) para pagar dívidas de financiamento estudantil.

Ouça o áudio completo da entrevista.

Apresentação - Elisabel Ferriche e Lincon Macário