Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

27/09/2017 07h00

Intolerância religiosa motivou uma série de depredações a terreiros de umbanda e candomblé

O deputado Luiz Couto credita o problema a naturalização da violência e o desrespeito ao cidadão

O foco das discussões é uma série de depredações a terreiros de umbanda e candomblé, que aconteceram, nos últimos dois meses, na região metropolitana do Rio de Janeiro. A Secretaria Estadual de Direitos Humanos recebeu denúncias de que traficantes podem estar por trás de vários desses episódios de intolerância religiosa.

Foram convidados para o debate representantes do Ministério dos Direitos Humanos; de igrejas cristãs e de matriz africana; além de pesquisadores do tema.

O deputado Luiz Couto, do PT da Paraíba, é autor de requerimento para realização, nesta quarta-feira, de audiência pública na Comissão de Direitos Humanos, para debater a intolerância religiosa.

O deputado credita o problema a naturalização da violência e o desrespeito ao cidadão. Para o deputado Luiz Couto, a solução é o diálogo, o respeito e a tolerância. Segundo ele, a Comissão de Direitos Humanos vai acompanhar as investigações dos casos de intolerância religiosa no Rio.

Ouça o áudio completo da entrevista.

Apresentação - Elisabel Ferriche e Lincon Macário