Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

30/09/2013 08h50

Coordenador do Vitae Civilis alerta para problema do aquecimento no Brasil, principalmente no Nordeste

Líderes mundiais querem intensificar o combate à pobreza extrema, à fome e às doenças no planeta. Essa decisão foi manifestada durante evento na 68ª Sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas para o lançamento do Programa dos Objetivos do Milênio e da Agenda de Desenvolvimento Sustentável Pós-2015.

Entre os compromissos anunciados pelos estados-membros em apoio aos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio está a ajuda financeira do governo do Reino Unido de US$ 1,6 bilhão para o Fundo Global de Combate à Aids, tuberculose e malárias no período entre 2014 e 2016.

No encontro, os chefes de Estado concordaram em realizar uma cúpula em setembro de 2015 para adotar um novo conjunto de metas voltadas para alcançar o desenvolvimento sustentável universal.

Quem fala sobre o tema é o coordenador  executivo do Vitae Civilis, Marcelo Cardoso.

Apresentação: Lincoln Macário e Rita Sardi