Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

14/06/2018 01h00

Há dez anos morreu Jamelão

José Bispo Clementino dos Santos, que não gostava de ser chamado de puxador, foi o maior puxador da Escola de Samba Estação Primeira da Mangueira, de 1949 a 2006

14 de junho, às 01h
Divulgação
Jamelão
Jamelão

Em 2008 morreu o músico Jamelão. Cantor e compositor nascido em São Cristóvão, mas criado no Engenho Novo, Jamelão foi se achar no morro da Mangueira, quando um amigo dele o levou para conhecer a escola de samba. José Bispo Clementino dos Santos, que não gostava de ser chamado de puxador, foi o maior puxador da Escola de Samba Estação Primeira da Mangueira, de 1949 a 2006. Tornou-se a voz principal da escola de samba a partir de 1952, quando substituiu Xangô da Mangueira. Em 2001, foi condecorado com a Ordem do Mérito Cultural pelo presidente Fernando Henrique Cardoso. A discografia de Jamelão é extensa. Inclui 77 discos. O primeiro foi em 1949: A Jibóia Comeu. O último disco foi lançado em 2003: Cada Vez Melhor.

A Música do Dia é Ronda, de Paulo Vanzolini, na voz de Jamelão

Produção e apresentação - Luiz Cláudio Canuto